terça-feira, 31 de março de 2015

Mãe-motorista

Quem pensa que a maternidade se resume a parir, amamentar, educar e prover está redondamente enganada!
Não existe nenhuma função multitarefa que se compare a ser mãe.
E assim que os pequenos crescem um pouquinho e já tem vida social, começa a pior das funções da maternidade: MOTORISTA!

Na verdade, verdade mesmo, a pior é "enfermeira"... Não existe nada pior do que ver os filhos doentes. Mas como (ainda bem) essa é mais rara, eu elejo a de motorista para receber o troféu de pior!

Durante a semana a logística de mãe de três já é tumultuada... E olha que os meus mais velhos (13 e 15 anos) já são bastante independentes. Mesmo assim, conciliar os horários de cada um com os meus não é fácil.

No fim de semana é ainda pior. Cada um quer fazer uma coisa... Compromissos e vontades tão opostos que fazem eu e o marido dirigir pela cidade de ponta a ponta.
Quer ver? Presta atenção:

"Levo uma para a casa da amiga, enquanto o outro vai comigo para casa da minha irmã. O terceiro me encontra lá para se preparar para festa daquela noite. O pai passa e pega os dois... Busca um amigo do mais velho, leva um filho de volta para casa e outro com o amigo para festa. Pega a menina na casa da amiga e aí sim, o pai pode voltar para a casa da cunhada e comer uma pizza sábado à noite."

Se perdeu? Eu sabia...
E olha que o pega-e-busca só acabou aí porque meu filho pegou carona com o amigo para voltar da festa.

Tem dias que dá vontade de não deixar ninguém sair de casa. Às vezes acontece.

Meu filho de 15 está naquele ano que tem 375.669 festas de 15 anos.
E como se não bastasse ter festa TODOS os finais de semana, tem uma novidade: sábado que vem ele tem DUAS NA MESMA NOITE!!!

- Filho, escolhe uma, pelamordeDeus!

Você acha que ele escolheu?
Sim?
Resposta incorreta!
A resposta certa é:

- Pô, mãe! Não posso perder nenhuma das duas!!!

4 comentários:

  1. rsrs
    Sabe que não faz muito tempo, conheci uma menina igualzinha!!!
    Será coincidência ou genética ?
    Lov u so much

    ResponderExcluir
  2. Eu confesso (com muita vergonha, aliás) que eu tenho um problema que preciso resolver na minha vida: eu não sei dirigir! Eu sempre tive receio, vejo o trânsito cada dia mais caótico, as pessoas cada dia mais mal educadas e fico com medo, mas agora que tenho uma filha sei que vou ter que superar isso, pois logo ela vai precisar que eu a leve nos lugares, escola, aulas de inglês, hospital... Eu não quero ter sempre que pedir pro meu marido fazer isso. Mas o pior é que agora é que estou mesmo com medo, afinal vou estar levando meu maior tesouro no banco de trás! O que fazer?! rs

    Beijos!
    www.baudabijou.com.br

    ResponderExcluir

O que você acha???