sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Natal!!!

Ter saúde...
Ter paciência... 
Dar risada...
Viajar...
Dançar... 
Ouvir música...
Ri de si mesmo...
Fazer o que mais gosta...
Estar perto de quem a gente ama...
Isso é o que eu quero para mim em 2013...
Isso é o que eu desejo para você também!!!

video

Feliz Natal!!! 
Divirtam-se SEMPRE!!!
Que 2013 seja maravilhoso!!!




ps.: Eu não resisto... Todo ano eu tenho que virar duende!!!

domingo, 16 de dezembro de 2012

Para presentear

Mais uma dica... Agora de presentinhos de Natal!!!

Canecas decoradas pelas crianças!
O presenteado (na minha opinião) tem que ser próximo e valorizar a lembrança da arte da criança. Os presenteados aqui serão os padrinhos e madrinhas.

Há uns dois anos atrás, ganhei canecas decoradas pelas minha sobrinhas e achei o máximo! Esse ano coloquei em prática.
A pintura é feita com canetas próprias para cerâmica e, depois de pronta, vai em forno convencional por 90 minutos. Super fácil!
Eu encontrei as canetas em uma papelaria e as canecas brancas podem ser encontradas em supermercados ou lojas específicas de cerâmica.

Aí, é só colocar a mão na massa!
Nos divertimos muito fazendo!
Ainda dá tempo de você fazer a sua... É 2 em 1: uma lembrança bacana e uma atividade de férias...
Quer mais?


As canetas são vendidas por unidade

Foto só da assinatura, para não estragar a surpresa!




Essa é minha! Eu mesma fiz para myself... Não consigo ficar só olhando.


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Uma pausa para dica

Vocês podem imaginar a loucura de ter 3 crianças de férias em casa...
Porém, fico de férias junto com eles e me divirto!

Mesmo assim o tempo que sobra é curto...
Portanto essa dica é "pá pum": Chup chup!
Ou sacolé, para os cariocas...

Façamos chup chup/sacolé para aliviar o calor que faz nessa terra de Brasil!!!
Aqui em Santos faz taaaaanto calor que eu tô quase dando um chup chup para o meu cachorro...
Alguma veterinária de plantão tem algo contra???
Que fale agora ou cale-se para sempre...

Enfim...
Hoje testei algumas novidades para fugir da boa e velha groselha: smirnoff ice Ades de maçã e Ades de uva.
A galera aqui aprovou!!!

Fica a dica de verão!

O amarelinho é de maracujá... 
Para a mamãe ficar bem calminha para aturar os três bagunceiros!!!
 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Você tem certeza que seu filho cresceu quando...

... Ele corta a unha sozinho e ainda vem esfregar na sua cara que ficou beeeem melhor do que quando você corta!



sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Mamatracando pela cidade

Em abril deste ano, as meninas do Mamatraca me convidaram para dar um depoimento sobre um assunto que está muito presente na minha vida: meus filhos boleiros.

Fiz um vídeo de 2 horas e meia (magina) e elas editaram (ainda bem) para 5 minutinhos...
Foi muito bacana dividir a minha experiência e expor o meu ponto de vista sobre vários aspectos deste assunto.

Pode até parecer, mas nenhuma vírgula foi demagogia. Eu realmente penso desta maneira e tento passar isso para meus meninos para que eles não sofram com as dificuldade e a podridão que eles possam vir a ter que encarar no futebol... Não muito diferente da podridão do mundo, exceto pelo contato mais precoce.

Então que, semana passada, meu marido recebe uma ligação de uma amigo que estava participando de uma palestra direcionada para os pais dos atletas (crianças) no Santos Futebol Clube...
Ele, ainda tentando entender como? por quê? e de que maneira? eu fui parar lá, contou que esse tal vídeo foi exibido na palestra.
Eu tô tentando entender até agora...
Mas o que me falaram é que a psicóloga do SFC apresentou o vídeo como tendo relação com o assunto em pauta.

Orgulho!
Satisfação!
E a certeza de que quando a gente faz uma coisa com verdade, ela é reconhecida de uma maneira ou de outra!

O vídeo mostra muitas fotos dos meus atletas, e dos amigos do time do ano passado. Alguns são atletas do SFC agora e estavam lá naquela palestra. Eles devem ter sentido orgulho também!!! Foi uma surpresa para todos...

E por uma razão de forças ocultas (já que dizem que coincidências não existem) hoje meu vídeo está sendo reprisado na semana de esportes do Mamatraca!
Cool, hã?

Você ainda não viu o vídeo que é sucesso de critica e público???
Tá lá no MAMATRACA.
Vai perder?


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Ei, você aí, me dá um queijinho aí?

Não posso comer queijo!
Pior: Não posso comer nenhum derivado do leite.

Não, não tenho intolerância à lactose... Vou explicar, mas vou resumir:
Há quase dois anos atrás tive uma inflamação no nervo óptico.
Fui tratada e não restou sequela (bem pouquinho, para falar a verdade)
No meio deste ano, tive uma inflamação no nervo da medula.
Opa! Outra inflamação... Esse negócio não tá legal...

E não estava mesmo. Foi detectado que eu tenho uma doença autoimune.
Qual? Ainda é cedo para fechar esse diagnóstico.
Tratamento? O neurologista bam bam bam de SP me disse que deveríamos esperar outra crise e tratar a crise. Disse que não existia prevenção...

Sério? Esperar?
Não estava satisfeita com isso.
Foi quando o primo do meu marido me deu o caminho das pedras. Me colocou em contato com um neurologista que defende que um simples tratamento com vitamina D era o suficiente para me deixar longe dessas crises.
Questionei todos os neurologistas que eu frequentava, e era unanime: todos diziam que essa conduta não era de praxe, que não era reconhecido pelo CRM e tals.

A verdade é que eles não queriam se comprometer dando opinião sobre um assunto que eles não dominavam (minha opinião).
Pesquisei o assunto e mais do que teorias, encontrei resultados... Fora os relatos que mais pareciam milagres, encontrei pessoas que não tem crise nenhuma há anos.

Minha vida é absolutamente normal!
Não sinto nada.
Por enquanto...
Mas vou ficar aqui esperando um novo acontecimento? Nem pensar!
Mergulhei na vitamina D.

Tratamento tranquilo, que só tem UM efeito colateral: a quantidade de vitamina D que eu tomo faz o meu organismo absorver muito cálcio.
Ponto para meus ossinhos que vão ficar bem livre das osteoporoses da vida.
But... (tudo tem um porém) eu devo ficar bem longe de TODOS OS DERIVADOS do leite. Como a quantidade de cálcio nesses alimentos é muito grande, num primeiro momento são proibidos.
Não podemos arriscar que esse cálcio todo resolva ficar paradão lá nos meus rins...

- Bom, não tomo leite... Queijo, só como derretido... E mesmo assim, só o basicão prato ou mussarela... Tranquilo doutor! Vambora!

Tranquilo NADA!!!
Eu que achava que não era consumidora dos derivados lácteos da vaquinha, descobri no dia dia uma tremenda dificuldade para ficar sem eles.
Manteiga nem pensar.
Meu yoggo de toda semana virou droga pesada.
Pão de queijo, catupiry, requeijão...
Creme de leite, leite condensado... 
Chocolate tem leite? Saco...
E pizza? Alguém conhece alguma sem queijo que seja boa???
E sanduíche sem queijo?

A próxima consulta está chegando e "Nossa Senhora da Lactose" que ilumine o senhor doutor (e que meus exames digam que eu não absorvo muito cálcio e posso comer um brigadeiro de vez em quando) para me liberar nem que seja aos poucos...
Frequentando tantas pizzarias nas confraternização de fim de ano, eu não sei se chego até 2013 sem virar um ATUM AMBULANTE!!!





ps.: Se esse assunto te interressou e você conhece alguém que possa ser ajudado com esse tratamento, meu email é juliramosds@gmail.com. Me escreva! Eu terei prazer em ajudar dando o caminho das pedras como me foi dado!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ela pirou!

Minha filha é uma bailarina.
Ela não faz SÓ aulas de ballet, não! Já incorporou a bailarina NA VIDA.
Ela brinca de ballet o tempo todo e nessa época do ano, com tantas apresentações bombando, ela só assiste ballet.

Ela resgatou todos os DVD's dos espetáculos que já apresentou (5 até agora) e fica assistindo e dançando sem parar...

Num momento de inspiração contei para ela a minha vontade de colocar um espelho cobrindo a parede toda do quarto para ela poder se olhar enquanto dança. Coisa de sala de dança.

Ela se empolgou:

- Aí, mãe, amei! Você pode colocar também uma cortina nessa parte para a platéia não me ver enquanto eu troco de roupa???

Platéia?
Troca de figurino?
Socorro! Eu só sugeri um espelho...



A primeira sapatilha

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Cena de ciúme

No som do carro, Caetano canta:

"Amanhã!
Será um lindo dia
Da mais louca alegria
Que se possa imaginar
Amanhã...
"

A mãe nostálgica tenta um pouco de atenção das 3 crianças falantes e conta:
- Gente, ouve essa música que linda... Quando o Theo e o Luca eram bebês eu cantava muito essa música pra eles... Lembram?

Dona Lia, leonina ciumenta que só, levanta as antenas e me joga contra a parede:
- Só pro Theo e pro Luca???

Pisando em ovos, tento amansar a fera:
- É, filha... Para você eu também cantava, mas cantava outras músicas... Cantava uma que era assim: "Meu coração, não sei por que, bate feliz quando te vê..."

Cara de desprezo:
- Humpf... Essa que está tocando é muito mais legal!

Bico!

Alguns dias depois, numa mesa de almoço em que o cardápio era peixe à milanesa, a mãe nostálgica puxa papo:
- Quando vocês eram bebês, eu dava pra vocês purê com caldinho de feijão e peixinho cortado bem pequenininho e vocês rapavam o prato.

Sem demora, a Lia:
- Eu também? Ou só o Theo e o Luca???


She drives me crazy

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

O fim do espetáculo e a minha artista preferida.

Foi!
Acabou!
Foi um sucesso!

Já estamos com saudade.
A verdade é que o projeto é trabalhoso e delicioso, mas dura só uma noite... Duas sessões... E simplesmente acaba... Fica um buraco... E a saudade...

Eu, gente grande, supero tudo isso com a volta a realidade. Colocar a casa em ordem, voltar para os compromissos deixados de lado, preparar tudo para esperar 2013 chegar...

Mas para a minha baixinha não é tão fácil assim.
Já assistiu 469 vezes a filmagem. Sabe TODAS as falas de cada personagem e anda treinando todas as danças das mais velhas...

Na história, minha pequena atriz teve dois papéis teatraiss... Uma órfã, amiga da protagonista Annie e uma boneca da fábrica de brinquedos... (no nosso espetáculo, Annie passou o natal na casa do milionário Óliver, diferente do filme original).
Ela tinha aproximadamente 6 falas. Três sozinha, e mais três em coro.
Mas uma, em especial, ficou muito famosa: "Oh meu Deus, oh meu Deus!!!"

A primeira vez que eu a vi contracenar foi no ensaio do grupo de teatro que eu invadi... O tom da frase é de preocupação com a amiga Annie que vai fugir num cesto de roupa suja.
Mas no tal ensaio, ela dizia a frase, olhava para mim e sorria...
Mãe chata, preocupada com o desempenho da atriz estreante, corrigi em particular: "Filha, na cena você tem que estar com muito medo que a tia chata descubra a fuga e brigue com vocês... Não cabe um sorriso, tá?"

Claro, que no decorrer dos ensaios ela foi aprimorando a personagem, e ficou excelente!!! Aquele era um dos primeiros ensaios, e o sorriso era de exibição para a mãe que atrapalhou o ensaio.

Esse fim de semana, acho que descobri o que inspirou o ritmo de pronúncia da famosa frase.
Estava eu, pendurando umas roupas no varal, quando ouço meu amigo bem-te-vi cantando na árvore do vizinho. 
Será que além de acordar todo dia com as 39 bemtevisadas, as bemtevisadas já fazem parte dos nossos seres???
Siiiim.

Olha só... A frase famosa da minha pequena era:
- Oh meu Deus, oh meu deus!
- Bem-te-vi, bem-te-vi!

Perceba a semelhança...
- Oh meu Deus, oh meu deus!
- Bem-te-vi, bem-te-vi!

Pirei? Piramos?
Ou a Lia foi a órfã-bem-te-vi mais linda que já existiu???


Órfã - teatro

Boneca - ballet

Vira-lata - sapateado




 

terça-feira, 6 de novembro de 2012

O GRANDE DIA

Minha caçulinha é uma show girl!
Faz ballet, sapateado e teatro.

Amanhã é o dia mais importante do ano para o meu trabalho: o espetáculo de final de ano da escola onde eu trabalho!
Nosso espetáculo inclui as sapateadoras, as bailarinas, os atores e as atrizes. Ou seja, minha filhota está em todas as categorias.

O dia mais importante do ano para mim, é o dia mais importante para ela também.
É tão bom dividir tudo isso com ela... Tãããão bom!!!
Acompanhar o encantamento dela com CADA fase da produção...
Ver a carinha dela aprendendo passo a passo tudo que tem que fazer...
Aprender as coreografias, por onde entra, por onde sai, como usar o acessório de cada número, decorar entrada e saída das cenas de teatro, as deixas, o timing, tirar as medidas do figurino, provar o figurino pronto pela primeira vez...

Acredito que a criança que cresce em contato com a arte, pode levar para toda vida a imaginação e magia da primeira infância!
E a felicidade que me completa em relação a minha filha, me completa igualmente em relação às 95 meninas que eu coloco no palco amanhã!

Os ensaios foram corridos. O tempo foi mais curto do que nunca.
Mas está tudo pronto!

Esse ano vamos contar a história de "Annie".
Uma órfã que vai passar um tempo na casa de um multi milionário... Só para aparecer nos jornais. Puro marketing... Mesmo tendo que conviver com a arrogância dele, ela conhece um mundo que nem imaginava que existia.

Baseado em um filme da minha infância... Meu Teletubbies... Assistia de novo, de novo e de novo!!!
Estou emocionada demais de ver tudo pronto!
Lágrimas rolam quase todo ensaio!

É isso!
Here we go!
Wish me MERDA!

Afinal, é o único dia do ano que esse palavrão está liberado!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Você tem certeza que o seu filho cresceu quando...

... Ele chega limpinho da festa da amiga mais velha, e não mais com  roupa preta parecendo que varreu o buffet com a bunda!!!

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Economizando saliva e fazendo careta.

Todas as mães e pais se descabelam para passar todo o ensinamento de vida para seus filhos na infância e alguns arriscam dizer que "se eles não aprenderem quando pequenos, não aprendem mais..."

Discordo. E hoje vim aqui desmitificar essa conversa e sustentar uma nova teoria: alguns ensinamentos são desnecessários na primeira infância e muito importantes de serem lembrados na vida adulta...

Não adianta os pais gastarem toda a saliva ensinando que "não se deve sair suado no vento frio ou chuva". 
Enquanto eles estão em nosso poder, a gente obriga a colocar o casaco e pronto!
Assim, essa criança cresce com a certeza de que nunca vai ficar doente ao pegar uma garoa de inverno depois de um exercício físico, por exemplo, simplesmente porque isso nunca aconteceu. 
Você estava lá na infância dele e mandou ele colocar o casaco.

Os anos passam e o adulto se encanta (que nem criança) com a possibilidade de ir a um show...
Titãs!
Perfeito para tirar o mofo da maternidade depois de meses sem sair de casa sem as crianças!
Vai ao show, pula igual macaca, grita canta "Bichos Escrotos" e todas as maravilhas-rock'n roll da adolescência, toma cerveja gelada, transpira e... Saí na garoa fina de inverno!
Passa uma semana sem voz, três semanas tossindo igual a um bicho escroto e chora pensando na imprudência que cometeu em um ato com um resultado tão óbvio!
ACONTECEU COMIGO 1.

Quantas vezes os pais falam no ouvido da criança "arruma a postura" enquanto ela estuda na cama encostada no travesseiro ou usa o notebook no sofá?
Incontáveis, com certeza!
O fato é que criança não tem dor nas costas...
Depois de ficar horas sentada em péssima posição, ela levanta, sacode a poeira e continua a vida normalmente.

Os anos passam e o adulto resolve que a cama é o melhor local para colar os adereços de cabeça das alunas.
Coloca 3 travesseiros nas costas, cruza a perna de índio e começa a empreitada. Por conta do calor que faz, cada lacinho colado é acompanhado de um golinho d'água.
Logo, a bexiga cheia faz com que o trabalho seja interrompido.
Não se passou muito tempo. Os minutos nem chegaram a completar uma hora...
Mas mesmo assim, ao levantar lépida como uma criança, o corpo trava como um ancião!
A lombar não se regenera mais com tanta facilidade, e o adulto fica conversando com ela mais umas três semanas...
ACONTECEU COMIGO 2.
Agora me diz: adiantou meus pais falarem quando eu era criança? Tem coisas que só se aprende na pele e na maturidade. Ou seria imaturidade?

Por conta dessas experiências pessoais, começo a economizar a saliva aqui em casa!
Vou guardar alguns exemplos para a posteridade e aproveitar o tempo que vai sobrar para...

...ISSO!!!

sábado, 6 de outubro de 2012

O último-primeiro

E a nostalgia tomou conta de mim!!!
Sábado passado minha caçula perdeu seu primeiro dente.

"O último-primeiro dente caído dos meus filhos"

Saudade antecipada.
Drama. 
Melancolia.
Chame como quiser...

O fato é que eu ando curtindo CADA novidade repetida como se fosse a última. Como se fosse, não! É a última!!!

Último dente mole, última janelinha, última fadinha...

Minha princesa se mostrou muito forte diante do dente molengo. Ficou incomodada com o treco pendurado e isso a deixou forte para aceitar o meu "Vamos lá no banheiro que eu vou arrancar o seu dente" em pleno clube...

Devo dizer que se ela me surpreendeu com a tranquilidade ao aceitar que eu arrancasse, e eu também me surpreendi myselfcomigomesma...
Depois de 3 filhos, eu só tinha arrancado UM dente de filho até hoje...
Sempre chamei meu marido para fazer esse "serviço sujo".

Mas a calma dela me deu segurança e a minha segurança a deixou mais calma... Uma dupla e tanto, hã?
Foi como tirar um ovo da cartela. Super natural!

E assim se foi o primeiro dentinho da minha princesa... A fadinha deixou 4 notas de R$2,00 e ela agora se acha a pessoa mais rica do mundo e já faz planos mirabolantes com seus R$8,00!

Com o meu otimismo e os 8 mango dela a gente vai até pra lua. 


A primeira foto da banguela

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O livro que meu filho escreveu.

Meu filho sanduíche, Luca, pediu ajuda para o pai para imprimir um trabalho da escola. Quando ele viu do que se tratava o trabalho, correu para a papelaria para encadernar.

Quando eu cheguei em casa, encontrei o trabalho e comecei a ler:


- Mas, Thiago, isso é SENSACIONAL!!!
- Eu sei! Por isso encadernei...

E resolvi publicar aqui... Senhoras e senhores, apresento:




"Quando nasce uma aranha"    
                                                                                                                                                                
                                                                                                                                                                                                                 Quando nasce uma aranha ou alguém a esmaga ou ela pica alguém se...
           
Alguém esmagá-la acabou a história, mas se ela picar alguém existem duas possibilidades ou...

O homem é envenenado e tem muitas doenças ou o homem ganha incríveis poderes de aranha se...

Ele ficar envenenado e tiver doenças acabou a história, mas se ele ganhar incríveis poderes de aranha existem duas possibilidades ou...

Ele age secretamente ou ele mostra seus incríveis poderes para todo mundo se...

Ele agir secretamente acabou a história, mas se ele mostrar seus incríveis poderes para todo mundo existem duas possibilidades ou...

Ele usa seus incríveis poderes para o mal ou ele usa para o bem se...

Ele usar seus incríveis poderes para o mal acabou a história, mas se ele usar para o bem existem duas possibilidades ou...

Ele é derrotado pelo vilão ou ele salva uma mulher e pede ela em casamento se...

Ele é derrotado acabou a história, mas se ele pedir ela em casamento existem duas possibilidades ou...
Ela fala:
- Tá louco? Me casar com um super-herói?
Ou ela fala:
- Lógico! Quem não iria querer?
Se...

Ela não quiser acabou a história, mas se ela quiser existe uma possibilidade se...

Eles tiverem um filho, o filho pode crescer ajudando o pai a combater o crime.

                                          Fim.



Achei DEMAIS!!! Achei mais que demais, achei absurdamente SENSACIONAL!!!
Já comecei a pensar se eu conhecia algum editor ou editora, me imaginei agenciando os meninos (o escritor e o pensador)...

Foi quando eu resolvi perguntar para o Luca a história direitinho de quem escreveu, quem deu a idéia, para depois que o livro estourar mundialmente, a gente não ter problema com direito autoral, coisa e tal...

- Luca, me explica a idéia... Quem levantou esse formato de SE e OU e a aranha...  Me conta TUDO!!!
- A aranha nós que decidimos.
- E o resto como foi? A professora que mandou?
- É um trabalho baseado no livro "Quando nasce um monstro"
- Já existe um livro assim???
- Existe! É muito legal!!!


E assim morreu a esperança de uma mãe enriquecer às custas do filho gênio da literatura infantil brasileira...
Bora continuar jogando futebol!!!


                                                        Fim2.






quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Pequeno dicionário brasileiro da LÍNGUA MORTA

Ganhei esse livro interessante há um tempo atrás e ontem acabei de ler. Esse livro desenterra palavras usadas pelas nossas mães e avós... Quiçá bisavós!

Fora conhecer palavras que eu nunca tinha ouvido e relembrar palavras em desuso, outra coisa que eu acho bacana é trazer para o dia dia dos meus filhos essas palavras inusitadas.
Não sei se algum deles será apaixonado por palavras, assim como eu, mas vou guardar para a posteridade!

Esbarrei em algumas palavrinhas que a minha mãe (presenteadora do livro) introduziu no meu vocabulário e no da minha irmã durante a nossa infância...

"Será o Benedito?"
Qualquer criança normal pensaria: "nem conheço esse Benedito..." Mas agora já sei de onde vem essa expressão...
O autor diz: "Tem gente que garante que a expressão surgiu lá nos anos 1930 quando o então presidente, Getúlio Vargas, ficou indeciso em relação ao nome de um interventor para Minas Gerais. Como Benedito Valadares era um dos mais cotados, os mineiros cochichavam entre si: "Será o Benedito?"... E ainda afirma que "São Benedito, aquele santo negro, pastor de ovelhas, que nasceu na Sicília em 1524, não tem nada a ver com essa história."

Boco-moco, hoje em dia, virou brega.
Estapafúrdia virou bizarra.
O quarto dos meus filhos não fica mais uma mixórdia, e sim uma zona.
Encontrei também borocoxô, geringonça, birosca...

Eu que vivia chamando minha filha de jaburu, parei! Descobri que significa mulher feia. E sem tem uma coisa que a minha filha não é, é feia!

As novidades para colocar em prática...

Jamais imaginava que já tinha submetido meus filhos a uma abreugrafia... (raio X do pulmão)
Antes, não teria coragem de chamar meu marido de arquibaldo ou geraldino. (torcedor de arquibancada)
Agora mando meus filhos capricharem no dentifrício sem problemas! (pasta de dentes)
E depois de uma aula de ballet, posso afirmar que meus pés ficam em pandarecos! (frangalhos, acabado!)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Calma!!!

Agora é assim: basta eu pedir QUALQUER COISA para QUALQUER filho que a resposta é:
- Caaaaalma!

Não importa se é a primeira vez que eu peço. Não importa se o pedido é fácil de ser cumprido. O que eu ouço é:
- Caaaaalma!

Será que eles acham que o meu esporte preferido é andar atrás deles dando ordens?
Será que eles acham que é minha obrigação passar meu fim de semana catando TODA a bagunça deles?
Acho que sim...

Eu não sou uma pessoa estressada (geralmente). Não saio gritando a primeira instância.
Só que depois que eu pedi uma... Pedi duas... Pedi três vezes... Sai da frente que lá vem bomba!!!

Justamente por não ser o meu esporte favorito ficar enchendo o saco deles, eu quero ser atendida logo para passar para o próximo afazer!
Mas com 3 filhos, a coisa tomou uma dimensão maior do que devia.
O mais velho começou essa coisa de "Caaaaalma!" num dia que eu realmente estava brava, nervosa e gritando pela milésima vez que eu queria ser obedecida por algum motivo que nem eu lembro mais (provavelmente de TPM)
Depois, ele começou a usar o termo a cada primeira ordem. (momento em que eu ainda estou realmente calma)
Logo, os outros dois aderiram ao movimento pedindo "Caaaaalma!" em qualquer circunstância, assunto ou pedido transformando a minha pessoa num ser realmente estressado!!!

Imagina uma mãe que está tranquilona, de bom-humor, entra no quarto da filha e diz:
- Filha, se troca e arruma a mochila da escola para a gente almoçar...
- Caaaaalma, mãe! Tô acabando de brincar.

Em seguida no quarto do filho que está jogando video game e nem te olha:
- Filho vamos almoçar?
...
- Filho, levanta para almoçar...
...
- LUCA, LEVANTA E VEM ALMOÇAR!!!
- Caaaalma, mãe! Não precisa gritar...
- EU NÃO ESTAVA GRITANDO, MAS VOCÊ NÃO OUVE NADA QUE EU FALO, NÃO OBEDECE DA PRIMEIRA VEZ, AÍ EU TENHO QUE FALAR TRÊS VEZES E FICO AQUI PARECENDO UMA LOUCA, COISA QUE EU NUNCA FUI... DAQUI A POUCO VOU TER QUE TOMAR REMÉDIO DE TARJA PRETA PORQUE NEM EU ESTOU ME AGUENTANDO E OS MÉDICOS VIVEM DIZENDO QUE STRESS SÓ FAZ MAL E VOCÊS VIVEM ME TIRANDO DO SÉRIO E O MEU PAVIO ESTÁ CADA DIA MAIS CURTO PORQUE...

Quem consegue ficar calma???
O pior é que eles sabem que eu não estou brava nesses momentos, por isso que me pedem "Caaaaalma!" como se fosse "Um momentinho, por favor".

Quando eu estou virada no saci MESMO, ninguém tem coragem de me pedir "Caaaaalma!", já saem correndo de primeira!!!

Não se pode pedir "Calma" para quem está bravo. O fato é que isso irrita mais ainda.
E como pedir "Calma" para quem já está calmo não faz sentido nenhum... Não peçamos "Calma" JAMAIS!!!


Minha mãe tinha mania de cantar "Ave Maria" quando as coisas saíam do controle. Era bem esquisito. A gente achava ela bem louca fazendo isso...
Dançar me acalma, mas nunca pensei em sair dançando num momento de stress por não querer parecer louca...
Como cheguei a conclusão que tentar não parecer louca para um filho é inútil, vou implementar a técnica de mamãe por aqui... Só que dançando!!!

Louca? Eu?
Há controvérsias.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Fiscal

Foto: Patrícia Duarte
Lia adora assistir as minhas aulas, mas só pode toda sexta-feira.

Em uma quinta-feira agitada, ela me perguntou na mesa do almoço:

- Mãe, amanhã posso ver a sua aula?
- Não sei se eu vou dar aula amanhã, filha... Eu vou para São Paulo e não sei se eu chego a tempo...

Dando bronca:
- O que você acha mais importante: ir para São Paulo ou trabalhar?

Puro interesse???
Magiiiiina...
Fiscalizada, julgada e passada!


ps.: Em minha defesa: fui ao médico.


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Meu segundo viajante.

Tudo na vida se repete (principalmente na vida de quem tem três filhos) e hoje reli alguns posts para relembrar como foi, há dois anos atrás, o dia em que meu primogênito foi viajar com a escola.

Os medos ainda existem, mas acho que hoje tenho ainda mais fé!!!
O fato é que nenhuma mãe fica impune vendo seus filhos crescerem. Sempre rola um apertinho no peito (aqui rola).
Hoje meu segundinho embarcou.

Eu tinha esperança de que o segundo seria mais fácil... Pura ilusão!
O primeiro dói porque é o primeiro.
O segundo dói porque é mais dependente. (sanduiche mimado)
A terceira aposto que vai doer porque é a menina, a caçula...

Não tem jeito. Esse umbigo dói cortar.
Mesmo assim, continuo defendendo a experiência de independência. Principalmente para ele que consideramos o mais dependente (mea culpa, sempre).

A mala foi ENORME, como de costume, e maior ainda foi a matula de lanchinhos. Mesmo comprando tudo que ele pediu, implorei para ele ir comendo aos poucos. Até para 4 dias foi um exagero! Imagina se ele comer tudo no caminho?

Incluído na lista de doces e guloseimas que ele fez, tinha um item muito interessante que eu não comprei, e não entendi até agora: PAPEL HIGIÊNICO!

Ou ele duvida da qualidade do local para qual o enviamos ou ele já sabe da importância de um papel folha dupla...

Isso é bom!!!

(viu, como já tô fazendo até piadinha...)

Meu lindo viajante

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Tão diferente da mãe...

Eu sempre achei moleza criar filhos... Até tê-los, claro!

A teoria era simples: repetir as coisas boas que minha mãe e meu pai fizeram, e as regras que eu discordava, deixar bem longe da minha casa.

Só que meus filhos são diferentes de mim... Querem e gostam de coisas diferentes, obviamente.

Eu adoro observar essas diferenças e quem mais me surpreende é a minha caçulinha.

Já começa pelas coisas que ela adoraria vestir... Adoraria (percebeu) mas não veste...
É perua demais para o meu gosto. Sorte dela que tem uma mãe sensata para equilibrar tanto rosa e brilho que ela tem vontade de expor por aí.

No aniversário dela, há duas semanas, ela me surpreendeu mais uma vez.
Comemoramos passando a tarde com seis amigas dela. Mesmo ocupadíssima durante o dia intenso, depois que ela descobriu que todos os telefonemas do dia eram para ela, tocava o telefone, ela largava TUDO e saía correndo para atender.

Eu jamais atrapalharia a brincadeira dela para receber os parabéns... Por mim, atenderia por ela e passaria o recado.
Eu ODIAVA atender "telefonema de parabéns" da família inteira... (e ainda a secretária do meu pai, e a costureira da minha vó que falava TODO ANO as mesmas frases com o mesmo final: um beijinho na ponta do nariz)

Eu jurava que não ia fazer meus filhos passarem por isso... Hoje no facebook, eles lêem 30 desejos de felicidade no mesmo tempo que eu tinha que atendia UM telefonema:

- Muita saúde... ... ... ... ...
- Obrigada!
- Muitos anos de vida... ... ... ... ...
- Obrigada!
- Um beijinho na mamãe... ... ... ... ...
- Obrigada!
- Um beijinho no papai... ... ... ... ...


Mas como a Lia veio para bagunçar o meu coreto, já vi que vai fugir de todas as regras e trilhar uma personalidade beeeem diferente da minha... Não reclamo!

Ainda me sobram dois meninos para trocarmos olhares quando toca o telefone...

- Liaaaaaaaaaa!!! Ateeeeeeende!!!


Nunca peguei um coelho no colo... Medo!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Pelo fim do tabu: FOFOCA


Eu fofoco 
Tu fofocas 
Ele fofoca 
Nós fofocamos 
Vós fofocais 
Eles fofocam


Todo mundo fofoca!
Se fofocar significa falar da vida alheia, confessa: Quantas vezes você já fofocou nessa vida?

Acho chato tachar palavras, pessoas e atitudes. E a FOFOCA é uma que sofre muito preconceito.

Fofocar é divertido!
A palavra fofoca por si só já é divertida. Fale em voz alta comigo FO-FO-CA. 
Adoro a sonoridade dessa palavra...

Sentar em uma roda de amigos e não falar da vida alheia é praticamente impossível!
Seja informando ou criticando, quem não está na roda vira assunto... Amigo ou inimigo.

Não vamos confundir intrigas, falsidade, mentira e afins com uma simples fofoca. 
Jamais estaria aqui defendendo o ato de julgar e maldar da vida alheia... 

Nem saio contando segredos que não são meus por aí! 
Segredo é segredo.

Só acho muita hipocrisia uma pessoa subir no palanque e mandar ver no discurso "Acho muito feio fofocar" e colocar a coitada da fofoca no mesmo saco da intriga.

Colocar as fofocas em dia é atualizar-se! 
Fofoca é notícia!

Quem nunca?

Ler uma simples revista na manicure já não é fuçar a vida alheia?
E perguntar para aquela velha amiga como vai a família, não é fuxico?

Fofocar é preciso!!!
Vamos nos permitir...

 








segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Futebol de campo

O meu atleta é o de pé, ao lado do goleiro.


Meus boleiros continuam em ação!
Como se não bastasse o futsal, agora estão jogando no campo também.

E se eu achava que acompanhar no salão já era difícil, imagina no campo...
No futsal a quadra é coberta, chova o faça sol, de manhãzinha ou de noitão, era tranquilo. Podia ir com a minha pequena assistir que tudo ia dar certo.

No campo, o lugar mais perto que tem jogo, é muito longe... Os jogos são sempre cedo, e se chove, meu querido, salve-se quem puder, porque o jogo não pára não!
E não pense que quando faz sol é beeem melhor, porque não é não... Se esquecer o boné e o óculos escuros, não dá para ver nada!

Isso porque só fui aos jogos a partir de junho, que o clima está fresquinho... Deus me proteja no verão!!!

Tudo isso ainda dá para contornar. O mais difícil do processo todo é ACORDAR a Lia!!!
A pequena está me dando um baile de manhã cedo!
E ainda depois de conseguir sair de casa, tenho que domar a leonina de mau humor.

Faço de tudo para ela aguentar o jogo passar: Levo a cadeirinha de praia e um livro. Quando ela cansa do livro, o meu celular entra na roda...
Mas tudo bem! O que eu não faço para preservar a paciência da baixinha e poder continuar indo aos jogos?
Quando não chove, claro!

Minha mau humorada

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

As Leoninas

Não sou nenhuma estudiosa de astrologia.
Nem leio horóscopo.
Sou apenas uma observadora que adora reparar no que as pessoas do mesmo signo tem em comum e traço o meu próprio perfil de cada signo.

Andei pensando, e cheguei a conclusão que eu conheço muitas leoninas. Se eu agrupar todas as mulheres que eu conheço por signo, as leoninas ganham!
Tenho várias amigas leoninas! (amo vocês também, escorpianas)

Elas são MUITAS e acho que querem dominar o mundo!!!

Uma coisa que eu admiro nelas é a sua garra! Quando elas colocam alguma coisa na cabeça, elas vão até o fim. Veja bem, elas não são teimosas (como as geminianas). Quero dizer que elas vão atrás do seu objetivo e não há quem segure!
Eu preciso aprender um pouco com elas. Desisto fácil e não ponho todas as minhas idéias em prática!

E como elas são amigas...
Tem sempre uma palavra de conforto pra me dar e quando eu chamo para curtir e bagunçar, levantam a mão e vem correndo...

E por falar em vir correndo... Elas são bem competitivas (que nem eu)... Chamou para um desafio, elas são as primeiras da fila!

Conheço poucas leoninas mães, mas as que eu conheço, são leoas!
Mexe com os filhotes delas... Você vai ver os dentes de longe!

E já que esse post não é uma puxação de saco, e sim uma observação sobre as leoninas, eu digo: se me pedissem um só defeito delas, eu diria que elas falam muito.
Isso não me incomoda, porque eu falo junto...
Mas quando tem um senhor em uma cama de hospital precisando descansar e tem uma leonina ao lado, ele com certeza vai dizer que é o pior dos defeitos delas... (né, prima? rs)

Os homens de leão não tem muita coisa em comum... Tenho dois primos leoninos e acho eles completamente diferentes em todos os sentidos. Portanto, não há regras para os homens deste signo.

Agora você me pergunta: Se nem leonina você é, por que esse interesse todo?
Realmente, sou geminiana com muito orgulho (apesar de quererem que eu vire taurina) mas tenho uma LEONINA aqui em casa que se encaixa eu todos esses adjetivos que eu citei.

Minha "princesa Lia" nasceu no mês de agosto, um mês muito concorrido, e que eu adoro, não por ela ter nascido, mas principalmente por isso!!!






quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Presente de aniversário

Perguntei para a minha filha o que ela queria ganhar de aniversário...
Ela me respondeu: "Um bambolê!".

Um bambolê custa, no máximo, R$2,00.  Presentinho chinfrim...
Me restaram 4 alternativas:

a) convencer a menina a pedir outra coisa.
b) comprar uma linda boneca e anexar ao bambolê.
c) comprar o bambolê uma semana antes e dar de "volta às aulas"
d) amarrar uma fita linda no bambolê e falar "feliz aniversário!!!"

Apesar da última opção ser a mais sensata, levando em consideração que ela podia responder QUALQUER coisa e respondeu "bambolê", não sei se tenho coragem... Mesmo porque, ela já pediu o bendito no ano passado, e eu agi de acordo com a letra D...
Ela ama bambolê!!! Uma menina muito simplinha...

Já dei o bambolê, mas disse que é de presente "adiantado". Minha intenção é comprar alguma coisa de surpresa, mas sempre rola a tentação de deixar por isso mesmo... (risada de bruxa nessa hora)
O bolso agradeceria!!!



ps.: se alguém conhece algum inventor da Estrela, favor sugerir como novo produto: Um bambolê que toca música, tem mil luizinhas e que custe pelo menos 30 mangos, para que as mães das apaixonadas por esse brinquedo arcaico, não tenham problema em dar um presente para a filha que custa menos que a lembrancinha do aniversário.

domingo, 5 de agosto de 2012

O cúmulo da bailarina

Visualizem a cena:
Eu deitada na minha cama num domingo nublado, lendo um livro e ouvindo música clássica.
Detalhe: toda maquiada pela filha entediada.

A Lia entra correndo no quarto, pula na cama e derruba o controle remoto apertando vários botões acabando com a programação de gravação que o pai tinha feito.

Mediante tanta bagunça, vendo o fim da minha tranquilidade, rosnei:

"Caraca, Lia! Tô aqui tranquilona e você vem tocar o terror... Teu pai vai te matar, você sabe, né?"

Sem falar uma palavra, com um fundo de música clássica e uma cara de desespero, ela desce correndo da cama, contorna a mesma e com um salto de ballet (o mesmo da foto abaixo) se retira do recinto como se a vida fosse um grande ballet de repertório!!!

That's my life!





sexta-feira, 27 de julho de 2012

Pipoca e edredom


Continuando a série "Filmes que eu vi nas férias", separei os que eu mais gostei nessas últimas semanas... As férias estão acabando, mas o fim de semana está aí!
 


História de uma adolescente que se envolve com um rapaz pela internet. (não conto mais que isso)
Acho necessário a gente sair da caixinha e se colocar no lugar daquela família... É triste imaginar que estamos sujeitos a isso, mas se tivermos isso na cabeça, é um ótimo começo para deixar esse tipo de coisa bem longe... Só nos filmes!!!

Com: Clive Owen
Direção: David Schwimmer (o Ross de Friends)





Um menino de 11 anos encontra uma chave que pertencia ao seu pai que estava no WTC em 11 de setembro.
Ele se agarra na busca por uma resposta como uma maneira de ficar perto do pai por mais tempo.
Emocionante e surpreendente!

Com: Sandra Bullock, Tom Hanks e Thomas Horn (o menino arrasa!!!)






Benjamin, depois de ficar viúvo, resolve se desfazer da casa que lembra a sua esposa e compra um Zoológico para morar com os filhos.
Esse é para ver com a família inteira! Os meninos adoraram!!!

Com: Scarlett Johansson e Matt Damon (que by the way está envelhecendo muito bem!!!)






Filminho brazuca, que eu não dava nada por ele.
Uma mistura de "De volta para o futuro" e "Efeito Borboleta".
Roteiro muito bom, com a música TEMPO PERDIDO, do Legião, de pano de fundo!

Com: Wagner Moura e Alinne Moraes.





Se ainda não se animou, assiste o trailler:


segunda-feira, 23 de julho de 2012

Indo tudo para o lugar

Ontem cheguei de Minas. Uma semana com a família.

Tem uma coisa que eu gosto nos preparativos das viagens de férias: a maneira como as coisas caminham para seu lugar.
Não que elas caminhem sozinhas. Eu que tomo vergonha na cara e organizo.

Aquela calça no fundo do guarda-roupa vai para a costureira fazer a barra junto com aquela blusa que estava desfazendo a costura lateral...

A bota de estimação segue para a última tentativa de recuperação com o amigo sapateiro que jura que tudo vai dar certo...

O casaco que estava manchado há 3 invernos, passa um tempo na lavanderia para finalmente sair do armário depois um looooongo tempo esquecido...

E como a casa fica vazia, as santas ajudantes aproveitam para levantar, arrastar, esfregar e arrumar lugares nunca dantes navegados...

Eu estava precisando desse refresh...

Dureza, agora, será encarar tudo o que eu ignorei a semana inteira: a realidade!!!

Agarradinhos!!! Estava um FRIO...

sexta-feira, 6 de julho de 2012

A dor


Ela faz crescer e refletir.
Faz entender e respeitar.
Faz desistir e desacelerar.

Ela nos coloca no lugar certo: a igualdade.
Somos todos iguais.
Estamos todos passíveis a ela.

Tenho medo.
Tenho raiva.
Tenho respeito.

Quero distancia.
Quero paciência.
Quero paz.

Chega!
Basta!
Fim!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Babando na comida alheia

Por conta dos horários apertados na saída da escola para os jogos e treinos, às vezes, a única saída é dar uma passadinha rápida no drive thru do Mc.

A maioria das crianças adorariam... Mas meus filhos são tão peões na arte de comer que reclamam...

-Ah não! Quero comer em casa... Tô com fome de arroz e feijão!!!

Como se a gente não preferisse...
De um tempo para cá começamos a levar o rango em um pratinho marmitex e eles comem no carro mesmo. Meu carro tem mesinha (igual de avião) e dá para comer sossegado...

Eles agradecem e a nossa consciência fica muito mais tranqüila!!!

Outro dia, o Luca ia jogar no Guarujá (cidade vizinha) e o Theo ia treinar no clube.
Marido pegou os dois na escola, e só levou marmita para o Luca, já que o Theo ia pro clube e poderia comer lá mesmo, em uma mesa, sem o balanço do carro e tal.

Cruzei com ele na escola antes deles irem embora e o Theo estava remungando:

- Mãe, você viu o que o meu pai fez?
- Não, filho, o quê?
(já preocupada)
- Ele trouxe comida para o Luca e não trouxe para mim...
- Eu sei, Theo. Eu falei para ele que você comeria no clube...
- Mas a comida é macarrão... Minha preferida!!!


Alguém conhece algum modelo de carro que contenha geladeira e fogão como itens de fábrica???
Nova necessidade básica...

Salivação na comida alheia... Você vê por aqui!!!
Plim plim...


.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Dica de filme

Terceiro dia dos filhos em casa, e três filmes para indicar.
(que a média continue boa até o fim do mês)


Columbus Circle

Começamos a assistir, eu e meu marido, com um pouco de receio de ser uma bomba. Nunca tínhamos ouvido falar...
Foi uma surpresa.
O filme vai te surpreendendo cada vez mais!
Eu adorei! Não vou contar nem colocar a sinopse...
Assistam sem saber de nada, como eu.

Com Selma Blair.




O palhaço

Tenho mania de assistir TUDO que o Seltinho (para os íntimos) faz. 
Não procuro saber se é bom ou não, já que vou assistir anyway.
Sinceramente, achei parado. Mas ADOREI o final!!!

Com Selton Mello.






Não sei como ela consegue

Para as mães que já estão na estrada há algum tempo, vai parecer reprise do nosso dia dia.
Nós sabemos BEM como ela consegue...
Mas mesmo assim eu curti.
Sessão da tarde total... Mas uma boa sessão da tarde... Eu indico!

Com Sarah Jessica Parker.




.

terça-feira, 3 de julho de 2012

Todas juntas no blog da Nestlé



O pessoal da Nestlé me pediu para completar a frase: 

"O maior desafio que veio junto com a maternidade, até o momento, foi..."

A resposta está no blog "Vida de mãe".



sexta-feira, 29 de junho de 2012

Otimismo contagiante

Eu tenho fama de ser uma pessoa otimista, mas tem uma pessoinha que tem me superado muito... A Lia!

Visualizem a cena:
  • A empregada falta. (solto fogo pelas ventas)
  • Eu faço um almoço super improvisado: macarrão com molho branco, nuggets e brócolis "restô di onté" (é francês... chiquérrimo!!!)
  • Ponho a mesa.
  • Chamo a criançada toda para comer, já estressada com o horário.
A princesa chega na cozinha, abre os braços e um sorriso dizendo:

"Que almoço lindo, mamãe! Tem até musiquinha! Obrigada!"

Sim, eu cozinho ouvindo música!
Sim, o meu dia ficou mais colorido!


quinta-feira, 28 de junho de 2012

Você tem certeza que o seu filho cresceu quando...

... Sua bolsa tem que brigar por um espacinho no banco de trás, já que ele reveza o da frente com o irmão!


O primeiro post da saga AQUI.
O segundo AQUI.
O terceiro AQUI.
O quarto você acabou de ler...
E o quinto em breve num bloguito perto de você...

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Falando (de novo) sobre MORTE

Há mais de um ano atrás eu passei por uma situação de perda que me obrigou a conversar com os meus filhos Sobre a Morte.
Não teve drama nem perguntas.
De lá pra cá, eu observei como a morte é um assunto tranqüilo para as crianças... Não sei se por falta de noção de tempo e saudade... Não sei se pela capacidade delas facilitarem a vida, como um todo...

Cansei de ter que ouvir de uma ou outra aluna, a simples explicação por ter faltado em uma aula importante, ou não ter dado as caras em um ensaio: "Ah tia, faltei porque meu avô morreu... E aí, foi mó confusão, porque a minha mãe teve que..."

Eu fico com a cara no chão, claro! Adulto é muito chato, já pensa na situação toda, já se coloca no lugar da pessoa e de repente... Está com lágrimas nos olhos.

Algumas meninas me contam suas histórias de perda mais comovidas que as outras, mas sempre com naturalidade...

Uma amiga me contou ontem, que o filho dela estava estranhando a ausência do ex-namorado da tia e perguntou:
"Dinda, ele morreu?"

Seria bem óbvio, né?



.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Letrada

Minha filhota Lia, de 5 anos, aprendeu a ler.
Outro dia ela leu "Valor Energético"!
Achei muito complexo para quem está aprendendo, mas achei o máximo... Tirei foto e divulguei em TODAS as redes sociais.

Achei que na terceira filha eu acostumaria com essas evoluções comuns a todos, mas é especial demais para passar batido.
Presenciar essa descoberta é tão mágico... É pura poesia!

É claro que tem mais corujice do que eficiência nessa leitura toda... Ela ainda está aprendendo e tentando entender a loucura da nossa Língua Portuguesa.
Como explicar que CASA escreve com S se tem som de Z?
Por que CHUCHU é com CH e XUXA com X?
CEBOLA escreve com C, Ç, S ou SS?

Haja inspiração para entender tantas opções e escolher a letra certa!
Mas ela ainda não está nessa fase de acertar... Está na fase de experimentar e descobrir.

E sabe o que ela descobriu?
Que o nome dela está contido em vááárias palavras...

ItaLIAno.
CaméLIA.
BíbLIA.
E a mais legal: JuLIAna... hehehe!!!

Valor energético.

sábado, 23 de junho de 2012

Partos

Essa semana começou com a "Marcha pelo Parto em Casa" no domingo, em várias cidades do Brasil.

Só se falou disso na blogosfera materna e depois de ler e ouvir tantas histórias lindas sobre partos incríveis, polêmicas gigantes e duvidas cruéis, eu fiquei tímida para me pronunciar.
Não tenho boas histórias para contar... Não tinha projetos de parto assim ou assado... Fui indo conforme o vento...

Cai no conto do "bebê grande não nasce de parto normal"... Meu primeiro filho nasceu com 3,990 kg e como meu marido nasceu com 5kg e quase morreu no parto normal (nasceu roxo) consenti com a cesárea.

No segundo cai no conto "depois de uma cesárea não de faz parto normal" e meu segundo gigante nasceu com 3,870 em outra cirurgia...

Preciso falar da minha terceirinha?
A essa altura já estava rolando a lenda de que nem outra gravidez (depois da terceira) seria possível... Será lenda?

Cesárea de novo, e uma menina de 3,460 kg nos meus braços!

Não posso dizer que fui violentada nas minhas decisões, porque eu não tinha decisões. Como desconhecia as possibilidades, estava tranqüila...
Eu confiava no meu médico e continuo confiando...

Mas estamos falando de fatos que aconteceram há mais de 12 anos atrás... Dr. Google estava engatinhando e a blogosfera materna ainda estava espalhada por aí, encacholada.

A minha ignorância sobre o assunto era baseada em mitos do século passado...
As minhas dúvidas só eram esclarecidas pelo meu médico...
E como saber as perguntas certas a fazer?
Até para questionar é necessário ter o mínimo de conhecimento.

Mas hoje não temos mais essas desculpas, tks Lord!!!
A informação está aí nas nossas mãos, mais do que nunca, e se você está com o seu bebezinho na barriga, não abra mão de ESCOLHER o melhor parto para vocês.
Você PODE escolher!
Pegue seu filho no colo ASSIM que ele nascer.
Amamente ele nos PRIMEIROS minutos de vida.

Eu teria feito, se tivesse tido a chance...



Eu assisti esse vídeo no Mamatraca que fez uma semana linda sobre o assunto.
Chorei do começo ao fim...
Afinal. que mãe consegue ver um parto sem derrubar uma lágrima?


sexta-feira, 22 de junho de 2012

Quem tem medo da Fada dos Dentes???

Minhas sobrinhas.

Juju banguela
Elas são gêmeas idênticas de 5 anos, mas só a Julia perdeu seu primeiro dente no feriado da Páscoa.
Dente caído = Aprender a história da Fadinha.

Só que a idéia de ter um ser encantado visitando a menina na calada da noite, não foi nem um pouco interessante para ela.
Realmente, se pensarmos friamente, que historinha de terror, não?

Minha irmã resolveu que a Fadinha deixaria o dente de lembrança. Ela, então, deixou o dente e algumas moedinhas.

A irmã, Isabel, não tem tanta pressa de perder o dente (tem um medo desgraçado da Fadinha) e tem uma teoria ótima para a queda do dente da irmã:

"Sabe porque o dente da Julia caiu? O dente QUENTE que vai nascer estava querendo ser UTILIZADO"

Utilizado, minha gente!!! Utilizado!!!


***********************************************


Já na casa das minhas sobrinhas gêmeas não-idênticas, o bolso da minha cunhada sofreu... As meninas inflacionaram!

Julia, que ainda não está banguela, mas já está preparando o terreno, disse:
"A fada deixa sempre 1 dólar...."

João, o caçula, complementou:
"Não! Tem que ser 5 dólares..."

A Maira, a banguela beneficiária, arremata:
"Tem que falar pra Fada do Dente que 1 dólar não dá pra comprar nada. Avisa ela?"


Essa minha afilhada sabe das coisas!!!

Essa foi a janelinha que ela mostrou... Nenhuma!