sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

1,99

Estou curtindo as férias numa fazenda no interior de SP.
Dificilmente procuro a civilização, mas ontem fomos passear na cidade para comprar umas coisinhas. Achamos a MAIOR LOJA de 1,99 que eu já vi na vida.
Eu, minha mãe e meus 3 filhos passeamos bastante pela loja e não neguei os pedidos dos pequenos.

A Lia não pediu NADA... Mas os meninos encanaram em um produto que eu não queria levar de jeito nenhum.
Questionei, discutimos, mas mesmo sem entender, deixei cada um levar um.

Sabe qual foi o objeto de desejo deles em meio a tantas opções??? 
UM BALDE.

Vai entender essas crianças...
Se eu soubesse antes que eles iam pirar no balde, tinha economizado MUITO no presente de Natal!!!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Pérola.

Charadinhas dos meninos:

- Mãe, porque o macarrão foi preso?
- Theo, pergunta essa pra Lia que é mais adequado à idade dela...

- Lia, porque o macarrão foi preso?
O Luca não se aguenta:
- Porque matou a fome.

- Pô, Luca, você tem sempre que estragar a brincadeira...
- Theo, na verdade eu acho que ela nem sabe o que é isso...

- Lia, você sabe porque alguém é preso?
- Sei, claro, porque matou ou roubou.

- E onde fica preso?
- Na cadeia alimentar!!!

Oh, my God!!!
Coitados dos animaizinhos... Vai rolar uma super lotação...


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal!!!


Que o Natal de TODOS vocês seja MUITO DIVERTIDO!!!
Um beijo ENORME!!!


.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Primeira vez com as crianças.

Marcamos de ir à praia.
Fim de tarde.
Normal.
Adultos e crianças.
Ao todo 26 pessoas.

Em plena segunda-feira conseguimos reunir os trabalhadores e os "folgantes".

Depois de muita brincadeira, muito papo e o melhor pôr do sol que eu já presenciei naquela praia, marcamos a data no calendário das crianças:

"1° banho de mar noturno" 

- Mãe, sabia que hoje foi a primeira vez que eu entrei no mar de noite.
- Sabia! Quer saber? Eu também!!!


Sensação SUPER recomendada!!!
Saímos da praia nove e meia da noite...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Férias???


Você é mãe?
Tem férias?
Mentiraaaaaaaaa...

Hoje estou em cartaz num site pertinho de você.
Sua mãe que disse?
Não.

MINHA mãe que disse!!!





.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Presentinho divertido

Comprei essa caneta que escreve em vidro, espelho e azulejo sem estragar.
Basta um pano umido e sai tudinho bem fácil.

O difícil é catequizar as crianças para que não desenhem na parede, sofá e roupas... Mas esse problema é de quem ganha o presente, não de quem dá!!! (huhuhuhahaha - risada de bruxa)
Vou presentear algumas criancinhas...

 

 Nos divertimos muito desenhando na parede da cozinha, e assustando todos que chegavam e olhavam com dó da pessoa que esfregaria até sair.

Acho mais divertido ainda, usar no banheiro, pois não tem limites... Paredes, chão, box e espelho, já pensou???




A minha intenção é escrever nas janelas da festa de Reveillón, frases e desejos para 2012! Acho que vai ficar bem legal.
Viu quanta utilidade?

Fica a dica. 


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Superação.

Esse ano foi um ano de muita luta, para o meu filho Theo, no futebol.

Atleta e amante do futebol, passou numa peneira para participar de um time que jogou no Campeonato Paulista. O técnico largou o time no meio do ano, saíram alguns jogadores, entraram outros, e ele sempre lutando por uma vaga nas convocações e jogos.

Não foi fácil vê-lo saindo dos jogos arrasado... sem uma gota de suor.
Ele pensou em desistir... Mas não desistiu!

Treinou e correu atrás da bola pelo seu objetivo.
De mansinho fez um gol aqui, outro ali e foi me enchendo de orgulho.

Não valorizamos só os gols... Valorizamos a SUPERAÇÃO!
E foi o que tivemos...

Correu...


Caiu...
Levantou...









No último jogo do último campeonato do ano, ele estava mais seguro, mais confiante e mais capaz. Fez a diferença em quadra e ajudou o time a levar a taça.
Depois do seu GOL, a mãe aqui não enxergava mais nada. Chorei de lavar a alma... Ver o sorriso dele correndo para o abraço foi um dos MELHORES MOMENTOS DA MINHA VIDA!!!





Obrigada, filho, por não desistir!!!
Obrigada por nos dar essa alegria.
Obrigada por ser essa pessoa tão maravilhosa.
Por me ensinar todos os dias...






Volta olímpica.
Dando uma conferida no troféu. 




 
Fotos de: Patrícia Duarte

TE AMO, CAMPEÃO!!!!!


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Às vezes, eu acho que estou fazendo tudo direitinho com meus filhos...

... Aí, vem um amigo deles dormir aqui, chegamos da praia, e o menino LAVA A PRÓPRIA SUNGA no banho.

Meu mundo caiu!!!




.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Alguém sabe como deixar essa menina parada?




Semana passada fui com as minhas alunas assistir Happy Feet TWO. O Mano (pinguim sapateador) casou com a Gloria e tiveram um filhotinho, Eric.
Agora eles procuram o talento dele!

Não entendeu nada do que eu estou falando? Não assistiu o primeiro?
Não sabe o que está perdendo... Mas eu te digo: muita música, sapateado e uma história que ensina a respeitar os diferentes (inclusão). Enquanto a tribo do Mano canta, ele só sabe sapatear.
AMO!

A mais nova sapateadora da casa não poderia ficar de fora do cineminha e foi junto Não parou um minuto. Na verdade, ela ficou quieta enquanto tinha pipoca, quando acabou, ferrou:
  • A sessão era 3D e ela não aguentava ficar com o óculos; (a velha história dos óculos muito grande para crianças)
  • Levantava para pegar a pipoca das meninas; (detalhe que a pipoca dela era MEGA)
  • Pedia para trocar de lugar;
  • Trocava;
  • Resolveu fazer uma entrevista com cada uma, e fazia 1000 perguntas.

Ou, seja: além de não parar quieta, ainda atrapalhava todo mundo.
Eu achava que acontecia isso antes porque ela era pequena, mas ela já tem 5 anos!!!
Os meus meninos assistiam vídeos em casa repetidamente, quietinhos, com essa idade...

Para ela assistir a um DVD inteiro, tem que ter interatividade... Muita música para ela dançar e cantar. Ao contrário, ela desiste no meio.

Como pode?
Será que ela já é de "uma leva" de crianças que precisam de mais para se distrair???


 "Tap Girls"
Minha pequena, sem óculos e com a sua pipoca MEGA.
(eu ajudei a comer, claro!)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Acreditando...

Na semana do trânsito na escola, em setembro, a professora de Teatro estava vestida de "coração vermelho" e ficou na entrada e na saída dos alunos tentando organizar o trânsito e dando orientações aos pais sem educação... Observe que eu falei tentando...

Um certo dia, eu estava chegando com a Lia e a professora deu um beijo nela. Ela sorriu encabulada e entrou pelo portão.
Eu tinha quase certeza que ela sabia que o coração era a tia Lu fantasiada.
Na saída, ela comentou:

- Mãe, você viu o na porta da escola?
- Vi, filha. O te deu um beijo e até ficou marcado de batom. Você sabe quem era?
- Era a Chiquinha do Chaves?
- Kkkkkk, não sei... Queria saber também e achei que você sabia...E de onde veio ele então?
- Da família dos 's!!!


Essa magia da imaginação dos pequenos não devia morrer nunca, não acham?
O bom velhinho, o coelhinho dos chocolates e a fada dentista agradeceriam...


.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O que seria do rosa se todos gostassem do azul?

Não sei na infância, mas na adolescência e no começo da vida adulta eu odiava ROSA.
Jamais me vestia com peças dessa cor e levantava a bandeira em defesa da cor AZUL.

Fácil ser mãe de 2 meninos tendo uma cartela de cores deliciosa para usufruir.

Quando fui comprar o enxoval da minha princesa caçula a decisão já estava tomada: Rosa, nem pensar!
Mordi a língua quando cheguei numa feira de bebê e gestante e me encantei com um conjunto de berço verde e rosa.
Olhei para a minha mãe com cara de "me ferrei" e aceitei o presente da vovó para a 1ª neta.

No quarto, o rosa sumia misturado com o colorido dos brinquedos e o domínio do branco... Tudo bem!

Mas a luta contra o rosa continuou na hora de comprar roupas, acessórios, produtos de higiene, etc.
O bom gosto de uma peça de outra cor, dirigida para meninas, custava o dobro, senão o triplo.

Aos poucos fui aprendendo... Até que a própria menina se deu conta de que ROSA é a cor do glamour, das divas e... da Barbie.

O quarto dela, a essa altura, já é lilás com detalhes ♥ coloridos all over. Decisão da mamãe aqui, sem consultar a pequena, claro! (não é maldade, é direcionamento para o que é melhor)
Mas na hora de escolher um produto ou uma roupa, os argumentos tinham que ser muito elaborados para convencer a menina em optar por outra cor.

Até poucos dias atrás, o discurso dela diante de uma aquarela era o mesmo: Quero ROSA, Rosa, rosa e rosa.

Ontem, meus ouvidos tiveram o prazer de ouvir uma menina de 5 anos declarando suas novas preferências:

- Mãe, quer saber as cores que eu menos gosto?
- As últimas da lista? Quero.
- Branco e preto. E você?
- Eu adoro todas as cores, mas por último... hum... Acho que cinza e bege.
- E as primeiras da minha lista, você sabe?
- Eu sabia... mudou?
- Mudou. (com cara de suspense)
- Então me fala.
- 1º azul, 2º roxo e 3º rosa!!!
- Azul é a minha favorita, filha!!!
- Eu sei...


E com isso, fechamos o ano de 2012 com o rosa caindo DUAS posições!
E a torcida delira: uhuuuuuuuuuuuu!!!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

"Depende de Você"

Em outubro, recebi um convite para o lançamento do livro da Andrea Ramal "Depende de Você - Como fazer do seu filho uma história de sucesso".

Andrea Ramal é Doutora em Educação pela PUC-Rio, comentarista da Rede Globo, no Telejornal Bom Dia Rio e tem livros publicados em vários países

Infelizmente não pude comparecer porque foi no RJ... Mas ela, gentilmente, me enviou um exemplar autografado.

Agora que estou em ritmo de férias, comecei a ler. O pouco que li já gostei...

E que mãe (ou pai) não se animaria a ler uma receita para o sucesso de seus filhos???

Ela diz: "Os filhos de pais que seguirem as orientações deste livro terão mais condições de se sair bem nos estudos, de aprender mais e melhor e, sobretudo, de levar adiante um projeto de vida com mais conhecimento, equilibrio e felicidade."

EU QUERO isso para os meus filhotes!!!

Quando eu acabar de ler faço as minhas considerações.
Boa leitura para vocês!

Obrigada, Andrea!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Várias faces da Lilica.

Depois de dois meninos, ter uma menina já me trouxe alegrias em vários aspectos da vida.

Ultimamente, descobri uma ótima parceirinha no trabalho.

O meu espetáculo de final de ano rendeu muito trabalho em casa. Adereços ou detalhes finais de alguns figurinos foram feitos aqui. E a minha filhota se interessou, adorou dar opinião e botou a mão na massa.

Nos ensaios, ela foi guerreira, sendo a primeira a chegar e a última a sair junto comigo. Decorou TODAS as danças do espetáculo...

Mas não pensem que eu explorei a pequenina... Ela adorou ajudar no test drive... Provou adorno de cabeça, serviu de medida para pulseira, meia e etc.



Quem não gosta de se fantasiar, se maquiar e se produzir à vontade???
Dálmata, Sininho e Chiquinha.





domingo, 4 de dezembro de 2011

Agora sim...

Finalmente saiu a decoração de Natal!!!
Sexta à noite conseguimos descer toda a tralha do armário e deixar nossa casa com "cara de dezembro".

Pode vir, Papai Noel, que está tudo pronto e fomos bonzinhos este ano!!!

E para concretizar o espírito natalino, o Theo e a Lia abriram mão e deixaram o Luca colocar a estrela na ponta da árvore: Mãe feliz!!!




.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Troféus

Quinta-feira passada embarquei meu filhote sanduiche em um ônibus para São José do Rio Preto.
O time dele se classificou para a final do campeonato Piratininga (estadual) e depois de mudarem a data do jogo mil vezes, resolveram que eles disputariam a medalha de ouro no final de semana que antecedeu a apresentação das minhas alunas...

Resultado: Não fui.

Fiquei em casa com o Theo e a Lia, trabalhando MUITO!!!

Esse tal ônibus parou em SP para eles jogarem as quartas de final do Campeonato Paulista (também desmarcado e remarcado várias vezes por conta do outro jogo) e nesse jogo, eles se deram mal...

Mas o time deles é muito unido e seguiu em frente como gente grande, de 9 anos!
Foram para SJRP de cabeça erguida.

Aconteceu de tudo com o meu pequeno...
Ele, que não é de vomitar na estrada, passou mal na ida depois de encher a pança com um pratão de comida e um petit gateau na parada no meio do caminho. Sim, o pai permitiu...

Lá em SJRP, chegaram com um dia de antecedência para os meninos poderem descansar, e ficaram na piscina o dia inteiro... Quer dizer, quase o dia inteiro... Tirando momento em que o time foi brincar na sala de ginástica e algum cabeçudo ligou a esteira na velocidade máxima.

Os bagunceiros estavam atirando coisas na esteira para produzir fumaça e queimar objetos...
Mas o meu Luca, nada santo, disse que só estava passando por perto quando...

...Caiu em cima da esteira em alta velocidade.

Quem viu, disse que pareceu video cassetada... Sabe o que eu vi? Queimaduras e arranhões pelo corpo.

Mas ainda tinha o jogo no dia seguinte e o time contava com ele.
Depois de uma noite de sono e uma pomadinha milagrosa de uma mãe que estava lá, ele acordou NOVO!!!

Esses meninos foram guerreiros... Depois de uma derrota, 8 horas dentro de um ônibus, e um calor desgraçado que faz naquela terra...

Foram CAMPEÕES!!!

Jogaram muito bem e marcaram 3X0.
Meu filhote fez um GOL!









Maravilhoso!!! 
Ter um filho "Campeão Paulista" com 9 anos é uma emoção que não tem tamanho!!!


E aproveitando o assunto "futebol-corujice-troféu"...


Um dia antes da viagem o meu pequeno craque ganhou um troféu de "destaque do ano" da baixada!!!
Os vencedores foram escolhidos por votação pela internet e comissão técnica.


A mãe coruja.
Você não sabia que eu voltei a ser morena???
Pois é...
Eu falei que eram muitas novidades...





ps.: O drama e a culpa embutidos neste post devem ser relevados. Afinal uma mãe não presenciar seu filho fazer um gol na final de um campeonato é terrível demais!!!

ps.2: Preciso agradecer às mães zelosas que estavam presentes na viagem e ajudaram meu filhote na dificuldade... Passando protetor, salvando o travesseiro dele do vômito, emprestando a pomadinha para os ferimentos... Enfim... Tudo que só uma MÃE faz por você.





quarta-feira, 30 de novembro de 2011

ACABOU!!!

Esta segunda-feira foi um dos dias mais importantes do ano para mim.

Sou professora de sapateado e no final do ano, eu e a professora de ballet, produzimos um espetáculo para os pais verem o resultado do nosso trabalho nos pés das crianças. Esse ano o grupo de teatro também participou.

O tema foi Cartoon, e além de coreografar as danças de sapateado, organizar o figurino e os acessórios, escolher as músicas e efeitos sonoros, coordenar e ensaiar tudo isso, ainda escrevi o texto que conduziu o espetáculo!!!

Tá explicado o meu sumiço???

Não é nada fácil, mas é a melhor época do meu trabalho e o prazer de ver tudo pronto no palco é INENARRÁVEL...

Tem foto, tem vídeo, e assim que eu baixar tudo e a minha "fotógrafa particular" disponibilizar as fotos, posto tudo aqui, claro!!!
Porque, obviamente, não existe artista que não goste de se exibir.

Agora vou montar minha árvore de Natal, arrumar a casa, preparar tudo para o final de ano... Ainda faltam alguns eventos por aqui, mas são poucos!!!

Bom, tô na área, e aos poucos vou contando as novidades... (que não são poucas)

Estava com saudades de vocês!!!!

BEIJÃO

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Ansiosa para "33 de dezembro"


Lia e eu, no carro, voltando do mercado:

- Mãe, quantos dias faltam para o Natal?
- 33.
- É em dezembro?
- É.

 - Quero que chegue logo dia 33 de dezembro!!!
 - Eu também, filha...


.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Minha irmã mais velha

Sou caçula de uma irmã maravilhosa.

Ela e minha mãe, dizem que eu sempre fui muito independente, e eu tenho plena convicção que ela me deu todo o suporte que eu precisava.

Na infância, minha irmã me deu a mão. Nunca me deixou de escanteio. Abria a porta e me convidava para entrar. Me ensinou muita coisa...

Na adolescência, virou minha cúmplice na marra. Apesar de eu ter o exemplo de uma irmã toda certinha, não absorvi. Aprontava tudo que me dava vontade... E como tem coisa que não se pode fazer sozinha, eu avisava: "Rê, eu vou ali, se eu sumir você já sabe onde me encontrar"
Imagina o peso nas costa dela?

Brigávamos, claro. Eu, que nunca me importei com roupa e sapato, (preferia gastar meu dinheiro em outras coisas) ia correndo no armário dela para me servir. Esse era o grande motivo de nossas brigas.

E de pensar que hoje compramos algumas coisas pensando em dividir...

E a gente cresceu...
Virei mãe muito cedo, e encontrei ao meu lado a melhor das companheiras!!!

Me fazia companhia, me ajudava, me consolava.
Só que ela casou e se mudou. Mudou uma vez. Mudou outra vez, para mais longe ainda, e ficou uma lacuna no meu dia dia, que eu só percebi quando ela voltou de vez pra minha vida.

Aí sim, tudo ficou azul novamente. Trabalhávamos juntas, nos divertíamos, cumplicidade ao extremo...
Ficamos grávidas juntas e criar as meninas juntas, é uma das experiências mais incríveis da minha vida!!!

Há 4 anos, quase perdemos ela...
Essa foi a dor mais profunda que o meu coração já suportou!!!

Mas Deus me devolveu minha irmãzona, mais linda e mais maravilhosa ainda!!!

O que eu peço a Ele no dia de hoje, é muita saúde para ela, e que as nossas bagunças, conversas e segredos sejam eternos!!!

TE AMO!!!




segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Turbilhão de emoções

Essa semana o Mamatraca vai lidar com um tema necessário: "Tsunami da Maternidade".

O turbilhão de emoções que sentimos na fase de "nascimento da mãe".

"A maternidade traz mudanças imensuráveis na vida de uma mulher. Os conflitos internos, as questões práticas e a responsabilidade de ser para sempre responsável por uma vida, são assunto de um tricô que poderia durar para sempre. É natural sentir-se sozinha e perdida em alguns momentos." diz Mamatraca.

Eu nunca escrevi sobre isso... Talvez porque o blog tenha nascido quando meus filhos já tinham 9, 7 e 3 anos. Mas acho um assunto que DEVE ser falado, e conforta as mamães de 1ª viagem.

Quando vi o vídeo de hoje do Mamatraca, vieram as emoções que eu vivi, muitas vezes sozinha, na época que meus filhotes eram pequeninos, e eu não sabia de NADA!
Vivi sozinha, não porque não tinha ninguém por perto, mas porque tem coisas que a gente passa sozinha mesmo... Principalmente angústias, dúvidas e medos.

Mas é tão bom quando a gente encontra alguém que passa ou passou pela mesma coisa! A gente sai da posição Alien para uma "um pouco" mais tranquila meio Dorothy (que se perdeu em Oz). Sempre com algumas neuras, claro...

Eu era uma mãe muito tensa com a possibilidade de algo dar errado.
Eu não me permitia isso.
Tinha muito MEDO que os meus filhos fossem mau-educados ou magricelos ou introvertidos demais...

Acho que ninguém compartilhava desses medos comigo. Nem meu marido.

Já tomei altos caldos nesse Tsunami... Já passei pela fase de nadar junto com meus filhos, e agora estou mais na fase (com os meninos) de vê-los nadar.

Esse momento de pôr em prova tudo que fizemos e ensinamos é arriscado, mas no meu caso, só tem me trazido alegrias.

Isso chega, minha gente... E é TÃO MARAVILHOSO, que faz a gente esquecer o gosto salgado do caldo...

E eu penso: Podia ter curtido mais a onda toda. Se alguém me garantisse que tudo ia dar certo, eu tinha rebolado um pouquinho em cima da prancha pra tirar uma onda...

Então eu digo para as mamães dos pequenos: Se você tá fazendo direitinho o que tem que fazer, vai dar tudo certo...

EU GARANTO!!! Curta.


sábado, 12 de novembro de 2011

Direita e esquerda

Como professora de sapateado, dou aula para crianças a partir de 5 anos.
Sempre tive a curiosidade de saber a média da idade em que as crianças aprendem a noção de direita e esquerda.
Hoje fui atrás.

Achei um blog de uma terapeuta ocupacional que fala sobre o habilidades cognitivas, e diz:

6 a 7 anos
-conhece direita e esquerda em objetos a sua frente
-desenha figuras
-percebe e combina figuras abstratas
-monta quebra-cabeça 36 peças


Percebo que saber na teoria qual é qual, é fácil. Mas na prática, durante um exercício ou uma explicação, é bem mais complicado.


Tento ensinar e pegar no pé das grandinhas, mas descobri uma coisa que está acontecendo comigo, pessoa de 32 anos...
Eu me confundo e erro a direita e a esquerda!!!


Explico: Na sala em que eu dou aula não tem espelho, então me acostumei a dar aula só de frente para elas e eu sou o espelho delas.
Se elas vão para a direita, vou para a esquerda... e vice versa.

Ou seja, durante uma coreografia, se elas me perguntam: "O passo começa com o pé esquerdo ou direito?"...Eu aponto para a perna que eu quero. Só que algumas espertinhas viram e querem usar a mesma perna que eu... Sendo que eu estava de frente para elas, como espelho, e apontei para a outra...

Enfim...
Sacaram a confusão???
Agora dá-lhe treinar para não errar e dar vexame!!! Elas fiscalizam!!!


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Adulto sem noção.

Adulto estraga tudo, mesmo!!!
Será que as pessoas não se  tocam?

Estava lendo o blog da Pri, "Mãe de duas" e me identifiquei muito com a situação que ela passa.
Ela fala sobre os elogios que a filha caçula recebe na frente da irmã, sobre seus olhos verdes. A primogênita tem olhos castanhos, e as duas são lindíssimas!!!

Aconteceu algo semelhante comigo, esse domingo.
Cansei de falar sobre a diferença de habilidade futebolística dos meus filhos, né?
Mas o povo não cansa de falar besteira.
A gente se mata trabalhando a auto-estima deles durante horas, e em UM minuto vem um Zé Mané e detona  tudo.

Domingo, o Luca estava dentro da quadra jogando e eu, o marido e o Theo estávamos na grade assistindo. Tive que ouvir o juiz olhar bem pro Theo e dizer:

-Esse aqui é o craque!!! O resto é resto... (abraçando o Luca)

*¨%#@¨%$#
Fiquei enfurecida...

- Quem é esse cara??? (falei pro meu marido)
- Parece que ele é treinador da escola.


Educador???
Não pode ser...
Não tem psicologia na faculdade de Educação Física, não???

O cara nem conhece o Theo, e se conhece o Luca é de nome, pois o menino não treina mais na escola, e com certeza ele deve ser novo lá!

Infelizmente, fiquei quieta.
Descobri a pouco tempo esse meu defeito (ou qualidade). Engulo a seco certas coisas. Deveria ter falado para o querido educador que isso não se faz nem pelo irmão, nem pelo resto do time que estava em quadra esperando o início do jogo.

Será que é tão difícil um adulto perceber esse tipo de coisa?
É tão óbvio pra mim.


 imagem: We heart it



ps.: O meu filho não se feriu com as palavras do sem noção. Só a mãe!!!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Vídeos para os Pequenos

Um novo blog.
Um espaço para deixar os pequenos à vontade.
Uma reunião dos vídeos preferidos deles.
Espero que eles gostem!!!

Quero sugestões!!!
O que seus filhos mais gostam de ver???


Para começar juntei um clássico da minha infância, com algumas indicações dos meus pequenos.


 


Snapshot é, na minha opinião, a maneira mais fácil deles escolherem o que querem assistir, mas a barra amarela te dá várias opções!!! Tks Blogger!!!

Divirtam-se!!!
E enquanto eles assistem, a gente aproveita o tempo para adiantar as nossas obrigações, né?

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

A menina mais folgada do mundo

Eu estou desconfiada que é a minha filha.
Ela é uma menina de 5 anos irreverente, que fala com os adultos sem tensão nem vergonha.
Adora fiscalizar a vida alheia e ultimamente tenho passado por situações um pouco constrangedoras por conta disso.

 --------------------------------------------------------

A mãe de um amigo do Luca estava na arquibancada vendo o jogo deles calmamente, enquanto a torcida gritava e cantava enlouquecidamente. A menina fala para ela:

-Você não vai cantar, não?

--------------------------------------------------------


Aproximadamente às 20:00 hrs de um outro dia, a mesma mãe chegou no clube para um jogo e o marido dela saiu...
-Onde ele vai?
- Trabalhar.
- Agora?
- É.
- Mas depois ele vem te buscar, né?

 --------------------------------------------------------

Outra mãe do time também foi vítima.
Nos jogos, os meninos entram no vestiário meia hora antes do jogo para colocar o uniforme e receber as instruções do técnico.
A Lia cruzou com a mãe no corredor do clube, e apontando para o pulso, como se houvesse um relógio, disparou:

- Eles já estão no vestiário!!!

--------------------------------------------------------

Ontem ela mandou a clássica para a mãe da melhor amiga: 

- Tia, posso dormir na sua casa amanhã?


--------------------------------------------------------


Fiscaliza a roupa, bolsa e sapato das pessoas dizendo coisas do tipo:
 - Que lindo o seu sapato novo!
ou
- Esse é velho!
e ainda
- Não gosto desta bolsa... Prefiro a preta que você usou na outra festa!




 E eu que achava que estava educando direitinho...
Cavo um buraco e me enterro???


terça-feira, 1 de novembro de 2011

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Quando o celular se tornou REALMENTE necessário.



O uso do celular por crianças, que antes era uma polêmica, de repente se normalizou.
O normal é ter.
Crianças de 5 anos já possuem seus iPhones sem crise.(dos pais)

Aqui em casa os meus meninos ganharam o 1º aparelhinho, com 8 anos.
Aparelinho mesmo. Nada de iPhones por enquanto.

O filho sanduiche, hoje com nove anos, ainda usa seu telefone como brinquedo. Ganhou o celular com TV, musica e afins no Natal, e acho que até hoje nunca fez uma ligação.

Já o primogênito, 11, começou a necessitar de verdade do celular, ano passado, quando fez a sua primeira viagem com a escola.
Daí para frente a coisa evoluiu, e ele ganhou mais liberdade. E liberdade precisa de controle!

O aparelinho antigo deu lugar para um aparelho mais sofisticado. E mesmo o aparelho novo sendo refugo, (a vó comprou um novo e deu o velhinho pra ele) ele está radiante com o celular.

Usamos a tecnologia para comunicação, informação e algumas mudanças de itinerário e logística. Ainda bem que o cara é responsável e atende toda vez que eu ligo. Odeio quem não atende o celular!!!

- Vai ao cinema com os amigos? Me liga quando o filme acabar, para avisar que está indo tomar lanche!


E ele avisa.
Ontem me ligou para dizer que tinha rolado uma briga no shopping e a turma tinha se dividido. Queria instruções!

Cada dia que passa, e usamos mais a tecnologia a favor do sossego, eu penso:  

"Como os pais de antigamente criaram seus filhos sem celular?"

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Soletrando com Toquinho


O meu amor pelo Toquinho é de longa data.
Cresci dançando e ouvindo esse gênio da música infantil brasileira!

E para a minha felicidade, meus filhos também!
A escola deles, que tem como base projetos trimestrais,  nos presenteou com o tema Toquinho para o trimestre de encerramento da Lia!
O de encerramento sempre tem uma apresentação e a minha princesa vai cantar vários clássicos do Toquinho!!!
Estamos ensaiando e cantarolando todos os dias!

Além dessa delícia de relembrar as letras com os grandalhões também, descobri mas uma função maravilhosa do repertório desse ídolo: SOLETRAÇÃO!

A pequena que adora a música da "Bicicleta", aprendeu que se ela cantar e escrever as letras da música, sai a palavra linda e maravilhosa!!!

Foi demais ver essa descoberta!!!



Obrigada, sr. Toco, por mais essa emoção!!!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Orquestra da noite

Hoje, a noite foi uma festa!
Três filhos, três tipos de tosse diferente.
A seca, a encorpada e a canina se revezaram a noite inteira!!!

Eu, maestrina que sou, pulei de cama em cama tentando achar alguma harmonia.
Mas foi impossível!
O que tossia seco, começava a tossir encatarrado.
O que tinha parado, recomeçava enlouquecidamente.
O encatarrado incorporava o canino.

Minhas batutas eram colheres de mel, gotinhas de homeopatia e desentupidor nasal.
Não tivemos sucesso!
A platéia não ovacionou.

A maestrina vai ter que ensaiar, ensaiar, e pedir aos céus para que no próximo espetáculo a orquestra se harmonize..
De preferência, no maior "silêncio melódico" de todos os tempos!!!



 .

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Lembranças, registros e boas histórias para contar!

Outro motivo que colaborou com o meu sumiço semana passada foi um NOVO BLOG que ocupou os meus momentos de inspiração!!!
É o...



Eu resolvi começar a escrever a aventuras que eu, minha irmã e meus primos vivemos no final da nossa infância e começo da adolescência.
O cenário é uma fazenda no interior de SP e nós somos os personagens principais!

A intenção é registrar e relembrar. Quero muito que a nova geração possa, um dia, ler as nossas bagunças por lá.
E logo, registrem as deles também!!!

Convidei meus primos e minha irmã para participarem escrevendo junto comigo, mas é uma pretensão que eu não sei se vai se concretizar!!! (sentiram a pressão?)

Amigos personagens estão convidadíssimos a participar também!!!

Espero que o meu novo cantinho cumpra o seu papel!!!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A razão do meu sumiço

Andei sumida.
E fora meus filhos, meu trabalho, minhas alunas, a casa, marido, família... Arrumei outra ocupação semana passada.
E em cada momento livre me dediquei a essa arte. (e o bloguito teve que esperar)

Vi numa loja e não aguentei. Copiei mesmo!!!

São brochinhos de feltro para incrementar uma regatinha básica, agora no verão. E alguns modelos, vão virar fivelinhas de cabelo!!!

Vê se não são lindas:





Achei uma ótima idéia para presentear.

Não estou vendendo, não pretendo vender, e nem tenho tempo para isso!!!
Quis exibir a minha criação e animar as prendadas a fazer uma coisinha tão charmosa!!!
E pra que eu fiz tantas, então???

A idéia era presentear as meninas da família, mas a Lia se apegou e quer tudo pra ela!!!

(brincadeirinha, Rê)

Fica a dica.
Boa produção pra vocês!!!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Potinhos de "whatever"

Meu filho sanduiche sempre foi um cara metódico com as coisinhas dele.
Desde pequenininho adorava ficar carregando coisas pra lá e pra cá. Teve uma época que ele viciou em jogo da memória e andava com as cartinhas na mão perguntando para as pessoas: "Quer jogar memória comigo?"

O jogo de memória já está no fundo da gaveta, mas ele ainda carrega as suas tralhas por aí...
Figurinhas de futebol, bleyblade, gormitis, gogos ... e as do momento: Potinhos de merda tralha.

O primeiro da temporada de potinhos (igual moda, vai e vem) foram várias garrafinhas com água e carga de canetinha dentro.
Era uma alegria!!! Cada dia uma cor diferente...

- Luca, você está estragando as canetinhas para fazer esses potinhos?
- Não, mãe, são as canetinhas estragadas dos meus amigos!

De fato, as canetinhas dele estavam no estojo, e não consegui descobrir qual mãe estava tomando o preju.

Semana passada o belezão levou um ziploc com uva pra escola e trouxe cheio de água, cola pritt, e aquelas bolinhas de gel transparente (de decoração de vaso).

- Que nojo, filho!!!

O aspecto era terrível, e eu joguei fora com pote e tudo.

Mas o menino se aprimorou, e a última obra de arte ficou demais!!!
Ainda com as bolinhas de gel, mas dessa vez coloridas e combinando com a tampa da garrafa.


Não sei onde ele arruma fornecedor para o material das artes dele, mas me recuso a comprar bolinhas de gel, como ele pediu, para colaborar com o acervo dele.

Ficou lindo, filho, mas agora chega!!!

sábado, 8 de outubro de 2011

Praticando a paquera

O Luca fala para a Lia:

- Ei... Dona?
- Fala.
- LinDONA!!!


E a mãe MORRE de amores!!!
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Mamatracando


As Mamatracas me perguntaram:
"Você sente saudades da gravidez?"

Estou lá respondendo... Eu e a minha cara de pastel.
Deixei para fazer o vídeo no último dia do prazo, e achei que seria fácil, rápido e pronto.

Que nada, foi BEM mais difícil do que eu imaginava. Eu, o tripé e a câmera, batendo um papo...
Comecei a produção na sala, vestida de Mamatraca (eu estava de lenço) e terminei no quarto do cachorro, por causa das milhares de entradas para espionar a filmagem.

Quantos takes eu tive que fazer?
Não sei ao certo, mas chutaria uns 20.

Um ficava longo, o outro eu gaguejava, no outro o cachorro latia...
A cara de sono e as olheiras da mãe que acordou às 6 da matina e estava gravando para a Globo Mamatraca às 23:30, o pessoal da make não foi capaz de tirar... Então, povo, dá um desconto!!!

De todas as Mamatracas, só não conheço a Roberta pessoalmente (agora, estou me exibindo) e adoro todas elas, sou fã mesmo (agora, estou puxando o saco, mas é verdade!!!).

Parabéns meninas, mais uma vez, pelo site que está lindo e divertido!!!
Obrigada pelo convite!!!

E obrigada à Rede Globo de Televisão por liberar a minha participação!!!

Para ver o vídeo esse é o caminho:
  • Clique AQUI
  • Aperte a tecla 16 vezes
  • Segundo vídeo à direita

Divirtam-se!!!
Bom final de semana!!!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

"Grito de Guerra da Mãe-Tigre"

Acabei de ler o livro e vim fazer as minhas conclusões e considerações.

Amy é  filha de imigrantes chineses, casada com um americano judeu e tem duas filhas.
Ela faz um comparativo entre a educação típica ocidental e a oriental.
Esses são os dizeres da contracapa, para vocês entenderem do que se trata:

Diferentemente da mãe ocidental, a mãe chinesa acredita que:
1) Os deveres escolares são sempre prioritários;
2) Um A-menos é uma nota ruim;
3) Seus filhos devem estar dois anos à frente dos colegas de turma em matemática;
4) Os filhos jamais devem ser elogiados em público;
5) Se seu filho algum dia discordar de um professor ou treinador, sempre tome o partido do professor ou do treinador;
6) As únicas atividades que seus filhos deveriam ter permissão para praticar são aquelas em que puderem ganhar uma medalha;
7) Essa medalha deve ser de ouro;  

Bem radical, não é?

Mas na verdade, concordo com muitas coisas que ela diz (e já praticava) e aprendi muitas outras coisas.
Ela fala de pontos básicos na educação dos filhos, que parecem estar perdidos, como por exemplo: Respeitar os mais velhos (pais, professores e educadores em geral).
Para mim e para você, pode ser básico, mas canso de ver criança desrespeitando seus pais na frente de todos, e outras que batem... Sim, BATEM no pai ou na mãe!
Acho o fim do mundo e não canso de dizer!!!

Tortura não faz parte do método chinês de educação, como li muito por aí.
Ela tinha metas para as filhas e cumpriu quase todas. Decidiu que elas iam ser boas em algumas coisa, e assim foi! O único problema é que ELA, a mãe, decidiu a que elas se dedicariam, e isso eu discordo. (Uma toca piano e a outra violino)

Acho que a criança pode escolher a atividade que pratica ou instrumento que vai tocar, mas se os pais forem liberais a ponto de não insistir ou deixar desistir sem motivo, as crianças vão chegar na vida adulta sem saber do que gosta de verdade... E ser apaixonado por alguma atividade é tão estimulante!!!

Todas as críticas absurdas que ouvimos por aí, é por conta de frases como essa:
- Meu papel como mãe é preparar vocês para o futuro, e não fazer com que gostem de mim. 

Esse lado dela, é difícil de entender, mas a criação dela não permitiu que ela fosse de outra maneira.

Antes que eu conte todo o livro para vocês, vou finalizar falando sobre uma diferença entre os ocidentais e orientais que ela aborda.

Os pais ocidentais são preocupados com a autoestima dos filhos. A gente se preocupa com o que eles vão sentir se falharem em algo, e vivemos tentando tranquilizá-los, dizendo como eles são bons, mesmo depois de um desempenho medíocre num teste ou prova qualquer.
 Os pais chineses não. Presumem força e não fragilidade. 
Poupando os nossos filhos de algum sofrimento ou crítica, estamos subestimando a capacidade deles. Se um filho apresenta uma nota 8, a gente elogia o boletim. É ou não é? Os chineses jamais aceitam isso.

E sabe de uma coisa? Já estou praticando.
Tenho certeza da capacidade de cada um dos meus filhos, e não vou deixar que eles se contentem com pouco!
Com mais delicadeza que a Amy, claro, mas com a mesma determinação!

Já que a nossa responsabilidade é encaminhar os filhos para um futuro triunfante, é isso que eu vou fazer. Dando as opções e o apoio que sempre demos, mas incentivando mais e deixando muito claro, que eles podem TUDO e é isso que eles vão ter com muito esforço e dedicação àquilo que eles gostam...
TUDO!!!

Preciso dizer que AMEI o livro???

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Cinco colchões infláveis, pra quê?



Há algum tempo fiz essa ótima aquisição: 5 desses  =►

A primeira função dos colchões era mandar as crianças para a casa das avós, anulando qualquer possibilidade de desculpas do tipo: "Não tenho lugar para eles dormirem"

A segunda veio com o tempo, quando percebemos que poderíamos ir para qualquer lugar e ficar hospedados na casa de qualquer parente ou amigo (Cuidado, hein?)

Infelizmente, a realidade é outra, e nem a 1ª nem a 2ª função prevaleceu.

Usamos mesmo para hospedar sobrinhos e amigos das crianças.

Adoro recebê-los aqui!
Adoro essa bagunça!
E, de verdade, não me dá tanto trabalho assim.

É bem mais prático do que ter um colchão de baixo da cama, porque:

  • Não ocupa espaço.
  • Acabando de usar, basta esvaziar, dobrar e guardar.
  • Os CINCO não ocupam o espaço de UM.
  • Não junta pó e ácaro
  • É só passar um pano antes de guardar.
  • Para levar em viagens, não ocupa o porta malas inteiro
  • Se a bomba para encher for manual, você ainda faz um exercício (ou bota as crianças para encher)



    Fica a dica!!!

    terça-feira, 4 de outubro de 2011

    A entrevista do meu filho

    Meu filho sanduiche, Luca, é jogador de futsal.
    Tem se destacado muito junto com seu time, e deu uma entrevista para o site da Federação Paulista de Futsal.

    O da mãe não aguenta de TANTO ORGULHO!!!
    Vocês podem imaginar, né?

    Além da entrevista, a jornalista Adriana Diniz publicou o vídeo dele com os gols, e fez um vídeo bem legal com algumas fotos que eu mandei!!!

    Então, corujando... O vídeo do meu pequeno craque!!!





    A entrevista está lá no site da Federação.
    Quem quiser prestigiar, clica AQUI.

    Como faz para aguentar tanta emoção???

    segunda-feira, 3 de outubro de 2011

    Ética e respeito na Blogosfera, por favor!!!

    Hoje tá rolando uma blogagem coletiva, para que todos adotem uma postura mais ética e responsável na internet.

    Eu confesso que nunca sofri comentários maldosos aqui no meu blog, mas sei de muitas histórias terríveis por aí...
    Pessoas que comentam como anônimo para ofender sem motivo algum, perseguições, clonagem de texto...
    Acontece bastante!!!


    A Mari, Mãe Polvo, linkou todos os blogs participantes.
    A Ana, Mãe Mochileira, Filho Malinha, fez o selinho.

    Elas dão dica de como verificar se alguém copiou um texto nosso e como denunciar!! 
    Vale a pena passar lá!!!

    Uma coisa que acontece aqui no blog e eu acho muito CHATO, é a pessoa vir aqui, NÃO ler o post (a gente sabe), e nos comentários ainda divulgar o próprio blog e pedir uma visita...

    Não é assim que alguém vai se interessar para visitar um blog, certo?
    Então se você quer que eu retribua a visita, capricha!!!

    MEU BLOG NÃO É "CASA DA MÃE JOANA", ok?


    sexta-feira, 30 de setembro de 2011

    Música para dançar

    Sempre penso em falar mais de música por aqui e acabo deixando pra lá...
    Já falei que música é minha vida???

    Tenho uma tatoo de notas musicais... 
    Trabalho com música...
    Escrevo ouvindo música...
    Tomo banho...
    Dirijo...
    Cozinho... (?)
    Lavo louça...

    Obviamente, consegui contagiar meus pequenos com o gosto pela música!
    Eles amam música também e tem ritmo!
    O estilo musical pode variar, somos bem ecléticos!

    Essa semana apaixonamos em uma música nova do Marron 5.
    Escutamos em alto e bom som indo e voltando de todas as atividades...

    Então, se você cruzar com um carro preto, lotado de gente cantando e dançando, SOMOS NÓS!!!
    Say hello!!!


    MOVE, people!!!
    Bom final de semana a todos!!!






    quarta-feira, 28 de setembro de 2011

    A Cabra pariu um Dragão, um Cavalo e um Cão!!!

    Hoje eu sonhei com o Horóscopo Chinês.
    Deve ser porque eu ando lendo, vendo e conversando sobre os costumes desse país...

    Tem o livro (que eu falei ontem), e a partir disso surgem algumas conversas...

    O meu pai me contou, maravilhado, sobre uma corrida de pombos que é tradicional lá na China. Chegamos à conclusão que não sabemos de nada sobre a cultura deles, mesmo!!!

    O espetáculo de ballet da Lia, ano passado, foi sobre o Ano Novo Chinês...

    Enfim...

    Lembrei de quando eu era criança e adorava ler um livro da minha mãe sobre o Horóscopo Chinês.
    Me toquei que sei o signo chinês do primeiro filho e não sabia dos outros dois (que absurdo!!!)

    Fui atrás e agora estamos todos com seu respectivo signo em mãos!

    O signo chinês é pelo ano que você nasce, e ficamos assim:

    Juliana - 1979:
    Cabra - características mais fortes deste signo é a capacidade de espalhar bondade e de entender o próximo

    Theo - 2000:
    Dragão - os nativos deste signo se alimentam de desafios, que costumam superar, diga-se de passagem. Para o Dragão, que tem uma crença inabalável em sua própria capacidade, não existe a palavra impossível.

    Luca- 2002:
    Cavalo: Muito críticos em relação a si próprios, também são exigentes com as pessoas com as quais se relacionam.

    Lia- 2006:
    Cão: Extremamente criativo, o nativo do Cão se realiza por meio da arte, atingindo cedo ou tarde a fama e o reconhecimento e buscando o belo e a harmonia nas pessoas

    Você sabe o seu?
    Não?
    Olha aqui, então!

    Cultura inútil, a gente vê por aqui...

    terça-feira, 27 de setembro de 2011

    Para morrer de inveja...

    Estou lendo o livro "Grito de Guerra da Mãe-Tigre".
    Demorei para implacar, mas agora peguei firme e estou amando!!!

    Estou preparando um post com algumas considerações e opiniões, mas só vou publicar quando acabar de ler...

    Mas li um trecho hoje, que mata de inveja uma mãe comum, e até as viajantes do mundo...

    A autora, Amy, conta que aos 9 e 12 anos, suas filhas já conheciam:

    "Londres, Paris, Nice, Roma, Veneza, Milão, Amsterdã, Haia, Barcelona, Madrid, Málaga, Liechtenstein, Mônaco, Munique, Dublin, Bruxelas, Bruges, Estrasburgo, Pequim, Xangai, Tóquio, Hong Kong, Manila, Istambul, Cidade do México, Buenos Aires, Rio de Janeiro, São Paulo, La Paz, Sucre, Cochabamba, Jamaica, Tânger, Fez, Joanesburgo, Cidade do Cabo e o rochedo de Gibraltar."


    Considerando que eu achava que Cochabamba era um galanteio de algum músico latino que valorizava as pernas balançantes de uma dançarina, e não uma cidade da Bolívia...

    ... MORRI de inveja por mim mesma... 
    Imagina pelos meus filhos???


    segunda-feira, 26 de setembro de 2011

    Você tem certeza que o seu filho cresceu quando...

    ...ele está doente e...

    • Questiona TUDO que a pediatra fala
    • Você resolve fazer algo diferente da receita médica e ele fala: "A médica não falou nada disso!"
    • Fecha a boca depois do remédio e pergunta: "Quantas gotas você colocou?"
    • A vó receita um remedinho jóia e ele levanta a questão: "Você não acha melhor ligar pra médica?"
    • Fala que o ouvido está tampado, você coloca Rinossoro para destampar e ele exige uma aula de anatomia para entender: "O que Rinossoro tem a ver com o ouvido?"

     É só comigo, isso???


    nota: Esse é o 3º episódio da saga.
    O primeiro é esse aqui.
    E o segundo é esse aqui.

    sábado, 24 de setembro de 2011

    Divagando...

    Eu adoraria e poderia viver de ler...
    Livros, blogs, sites e assuntos maternos, então... Nem se fale!!!
    Mas é IMPOSSÍVEL dar conta desse recado.

    Sofro, tento me organizar, mas não dá...
    Escrevo, então!
    Faz passar a vontade, faz andar as idéias e diminuir a culpa.

    sexta-feira, 23 de setembro de 2011

    Não queremos o brinde, obrigada!

    Essa semana a Pri Perlatti, do blog Mãe de Duas, falou sobre a consciência das filhotas dela, em relação ao consumo e as propagandas de TV.

    Me deu vontade de contar como lidamos com esse assunto por aqui, especialmente no caso do Mc Donald's.

    Eu e o marido adoramos nos esbaldar em todo tipo de fast food.
    Obviamente, mesmo tendo retardado isso ao máximo, as crianças entraram na onda.

    Quando os meninos eram pequenos e íamos ao Mc, pediamos o famoso Lanche Feliz, com brinquedinho e tudo!
    Sem problemas...
    Só que um belo dia, separando brinquedos para doação, enchi uma
    sacola ENORME de mini brinquedinhos que não haviam sido usados!

    Aí não dá...
    Tem criança que brinca, curte e tudo bem! Mas como eles não ligavam, a partir daquele dia ficou proibido fazer o pedido com o brinquedo.
    - Querem comer lá por causa do lanche, tudo bem, mas sem o brinde!

    E assim tem sido há anos!
    Pedindo os itens do Lanche Feliz separadamente é mais barato, e não há disperdício do nosso suado dinheirinho!

    A coitada da caçula nem sabe que o lanche que ela ADORA tem a opção de vir com um brinquedo do assunto do momento!!! Se sabe, não faz questão porque nunca pediu...

    Garanto que eles não sofrem com isso!

    Juro que não sou bruxa. (II)

    quinta-feira, 22 de setembro de 2011

    Semana Nacional do Trânsito.

    De 18 a 25 de setembro é a semana da conscientização e educação no trânsito.

    Ainda é tempo de aprender, não é?

    Vamos melhorar o trânsito da nossa cidade!
    Por aqui, cresceu o número de habitantes da cidade e as ruas continuam do mesmo tamanho. Estamos caminhando para o caos...

    Mas o problema DIÁRIO na minha vida é na porta da escola das crianças.
    É incrível a falta de educação de alguns pais. É revoltante!!!

    A escola está fazendo uma campanha:
    "Não pare em guias rebaixadas. Procure opções para estacionar nas imediações da escola"

    E acho importante relembrar:


    Na porta das 3 unidades da escola tem um ator/atriz vestido de com apito nas mãos, botando ordem no barraco.
    Essa semana está tudo organizado...

    Quero ver semana que vem!!!


    quarta-feira, 21 de setembro de 2011

    Panelão, panela, PANELINHA!!!

    O post de hoje era sobre a semana do trânsito (ficou para amanhã), mas quando li o post da Lu do blog Descobertas fui obrigada a mudar de assunto.

    Entre outras coisas ela levantou uma questão: "Temos panelinhas na mommysfera?" 

    Resolvi desenvolver o tema porque vejo muito isso nas relações pessoais em geral.

    -----------------------------------------------------------------------------------------------

    Panelinha

    Minha definição: Grupo de pessoas que resolvem, por afinidade ou interesse, não conviver com as outras que não pertencem ao mesmo.

    Finalidade: Geralmente esse tipo de pessoa se junta para falar das outras. Mal ou bem, acredito que existam outros assuntos a serem desenvolvidos, do que a vida alheia. (concordo que, de vez em quando, é divertido)

    Portanto, a minha resposta é: SIM.

    SIM - Acho que algumas pessoas preferem se unir em grupos menores, ao invés de somar e participar de um TODO. Se afastam e se excluem porque querem, ou porque acham que foram excluídas por alguém. #minhocasnacabeça.

    Sou muito CONTRA!

    No caso da nossa blogosfera, todo mundo sai ganhando com a união. A troca fica bem mais interessante, e quando precisamos gritar, a voz engrossa.

    No caso da vida lá fora (tá parecendo papo de Big Brother) não acho aceitável nem em criança. Ensino para os meus filhos que excluir alguém de um grupo, seja ele qual for, é feio DEMAIS!!!

    Ver essa atitude em adulto, então... É lamentável!!!

    UNIÃO X EXCLUSÃO: Que ganhe a união!!!


    Ps.: Não confunda Afinidade e Panelinha
    Ps.2: Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência...#not

    terça-feira, 20 de setembro de 2011

    A bagagem que os filhos produzem.

    Eu podia falar de bagagem emocional, de bagagem afetiva, bagagem de aprendizado, evolução...
    Mas vou falar da bagagem de mão, mesmo!!!

    Antes mesmo de ver a carinha do nosso bebê, ele já tem uma bagagem: a mala da maternidade!
    Depois que ele chega, e a gente resolve passear, essa bagagem não tem mais fim...

    Eu nunca fui uma pessoa moderada nesse aspecto.

    Quando tinha um filho só já era terrível!
    Para passear ou ir na casa das vovós, eu carregava 4 mamadeiras devidamente esterelizadas, o leite em pó, trezentas chupetas, a frutinha, a jantinha (caso o passeio se estendesse), 12 fraldas, e 4 trocas de roupa...

    Acha que eu aumentei pra fazer graça??? Não, eu exagerava mesmo!!!

    Só que veio o segundinho, e o primeirinho estava saindo saindo das fraldas, então era a mala do bebê e a mochila do meninão. Fora a bolsa da mãe e carrinho e os brinquedos e tal...

    E quando veio mais um, e eu já deveria ter aprendido a ser mais prática, veio uma menina e todas as suas frescuradas... Eu carregava (fora todo o resto) as fivelinhas, faixinhas, sandalinhas e sapatinhos que combinavam com as trocas de roupa!!!

    Para sair de casa eu tinha que responder para o marido um questionário que começava com:
    "Essa sacolinha aqui é realmente necessária?"

    Mas eu já era cobra criada e respondia com:
    "Se você acha desnecessária deixa ela aí... Mas se faltar alguma coisa a responsabilidade é sua!"

    E o marido carregava.
    Para baixo e para cima...
    Na ida e na volta.
    E como ele dizia, na volta as sacolas pareciam se multiplicar...
    Claro, né! A roupinha que foi limpa, volta suja em uma sacolinha à parte.
    E ele tentava negociar querendo deixar alguma no carro... Mas eu poderia precisar daquela uma...

    O que me fez lembrar de tudo isso, foi que eu percebi que, mesmo o mais velho tendo 11 anos e a caçula 5 (o sanduiche tem 9, tá?) ainda não aprendi!

    Ontem tirei do carro tudo que eu tinha levado por aí no final de semana. 
    No carro tinha:
    • Um patinete
    • Uma bola
    • Um carrinho de boneca
    • Duas bonecas
    • Quatro sacolinhas
    • 3 mochilas
    • Sete casacos
    • Uma meia jogada
    • Um potinho que alguém comeu uva

    Eu tive que subir com tudo e mais a minha bolsa, a mochila da escola do Luca e a da Lia!
    Eles até ajudaram, mas daquele jeito...

    Será que eu vou aprender algum dia?
    Com 18 anos dizem que eles não vestem mais o casaco, né? Não vou nem levar...


    .