terça-feira, 10 de maio de 2016

Superando a liberdade adolescente dos filhos

Meu filhos cresceram.
Isso é um fato que não se pode negar.
Ainda não são donos das próprias vidas completamente, mas já circulam livremente por aí.
Já venho sentindo essa independência na pele desde que o primogênito se jogou por aí. Theo e Luca já vão e voltam sozinhos da escola. Vão pedalando para os compromissos de esporte e tals... E o Theo vai até no dentista sozinho, já há algum tempo.
Hoje, estava me desdobrando para acompanhar o Luca no dentista. Fiz o cabelo de ballet da Lia com antecedência, organizei a minha bolsa pra sair de casa às 13:30 e só voltar às 22:00... 
No meio da correria, o Luca fala:

- Mãe, porque eu não vou de bike pro dentista? Aí você consegue levar a Lia tranquila.

Verdade!
Deixei!
Dei o cheque pra ele pagar.
Ensinei o caminho (percurso novo) umas 3 vezes.
E mandei me ligar ASSIM QUE CHEGASSE LÁ!!!

Demorou um pouquinho. 
Quando me ligou, me contou que se perdeu um pouco, mas achou o prédio do consultório.

Depois da ligação rolou um aperto no coração e um cisco no cantinho do olho.
Agora só me resta a Lilica pra levar no dentista. (Inclua muito drama neste momento)

Logo na semana que eu descobri que esse ano foi o último ano de evento de "Dia das mães" (pra mim) na escola... Sim! Ano que vem a Lia estará no 6º ano (SEXTO) e já não tem mais essas bobeiras... 

Me abraça?

 
Minha prole, com 66% dela maior que eu! 

4 comentários:

  1. Mas chegará seu tempo de ter outros pequenos a sua volta...
    Sem pressa...
    Me caiu um cisco no olho tbem...
    Te amo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em produção:
      "Diário de uma vó com mais de 60"

      Excluir
  2. Ai... tb fiquei com um apertinho no coração! Mas é legal demais ver eles se soltando....

    ResponderExcluir
  3. Verdade!
    Esse sentimento é dos mais ambíguos que tem...
    Bjuuuuu

    ResponderExcluir

O que você acha???